Ação Integrada

Publicado em 29/02/16 às 11:22 | Atualizado em 09/04/16 às 19:51

Escola Municipal Gregório Bezerra recebe ação educativa de combate ao Aedes

O objetivo do programa Zika Zero nas Escolas é transformar os alunos em potenciais multiplicadores, na luta contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus

Por Secretaria de Comunicação de Olinda

Agente de Combate às Endemias mostra para as crianças o ciclo de vida do Aedes Aegypti (Ovo, larva, pupa e mosquito adulto). Foto: Anizio Silva/Pref.Olinda

Agente de Combate às Endemias mostra para as crianças o ciclo de vida do Aedes Aegypti (Ovo, larva, pupa e mosquito adulto). Foto: Anizio Silva/Pref.Olinda

Na última sexta-feira (26), ocorreu na Escola Municipal Gregório Bezerra, que fica na comunidade de Ilha de Santana, em Jardim Atlântico, mais uma etapa do programa Zika Zero nas Escolas. A atividade teve início às 8h com palestras, momento recreativo e mutirão com Agentes de Combate às Endemias, com o intuito de identificar possíveis focos do Aedes aegypti na unidade de ensino. Em Olinda, a ação envolve as secretarias de Educação, Esportes e Juventude, Saúde e Segurança Urbana.

“Essa palestra tem o intuito de ajudar no processo de conscientização sobre o mosquito Aedes aegypti. A Secretaria de Educação tem um papel importantíssimo nesse projeto, ajudando a fazer com que esses alunos se solidarizem e ajudem a disseminar o combate ao mosquito”, disse o secretário de Educação de Olinda, Luciano Moura.

A supervisora de vigilância ambiental, Erika Silmara, também falou sobre o processo de educação das crianças, ajudando a conscientizar seus pais no combate ao Aedes. “A partir do momento em que a gente chega na criança, a gente chega no adulto, porque tudo que a gente passa para essas crianças, quando elas chegam em casa, elas passam para seus pais. Isso é importante, porque nós, como agentes de combate às endemias, lidamos no dia a dia com muita recusa, pessoas que se recusam a abrir suas casas para que possamos fazer a vistoria. Hoje, a maior quantidade de focos de Aedes aegypti, estão nas áreas mais carentes”, disse.

A escolha dos bairros onde é realizado o programa Zika Zero nas Escolas leva em consideração os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), que calcula o número de focos do mosquito por área. Nas próximas semanas, outras unidades de ensino de diferentes localidades receberão o programa.

Tags desta notícia: , , , , , , , , , ,