Ação Integrada

Publicado em 16/08/17 às 11:33 | Atualizado em 16/08/17 às 11:34

Clube Atlântico de Olinda passa por recuperação e deve sediar as prévias do Carnaval de 2018

Prefeitura vai buscar parceria com a iniciativa privada

Por alicemafra

Um dos principais equipamentos culturais da cidade de Olinda, o Clube Atlântico, começou nesta quarta-feira (16.08) a passar por uma reforma que permitirá a realização das prévias carnavalescas do ano que vem no local, que tanto já fez a alegria dos foliões e foliãs daqui e de fora.

Com um esforço integrado, que conta com as secretarias de Patrimônio e Cultura; Obras, com a atuação da Defesa Civil; e de Segurança Urbana, com os Guardas Municipais, está sendo realizada durante esta semana a pintura. No início dos trabalhos já foram colocados tapumes, com retirada de terceiros ou comércios que ocupavam o espaço público.

Desde o início do ano, um planejamento para a manutenção dos prédios culturais e históricos da cidade foi sendo desenhado pela nova Gestão para que uma programação fosse firmada e executada. Com isso, todos os equipamentos que pertencem ao poder municipal, que tanto dão charme a nossa cidade e ajudam a fazer dela mundialmente conhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade, passarão por manutenção. É o que explica o secretário de Patrimônio e Cultura, Gilberto Sobral.

“Hoje estamos interditando o Atlântico e dando início aos trabalhos programados que inclui também fazer um chamamento público, ainda este mês, para que empresas interessadas possam nos ajudar”, afirmou Gilberto.

O gestor pontuou que a obra para entregar o Atlântico até as prévias custará aproximadamente R$140 mil, por isso é importante que parcerias sejam firmadas para a captação de recursos.  “O Município ganha com a atividade de um local tão importante para os olindenses e a empresa poderá promover eventos próprios em uma área de grande destaque na cidade”, concluiu.

O Clube Atlântico já foi responsável por abrigar a festa de blocos consagrados na cidade, como o Ceroulas, e diversas atrações culturais. Com uma tradição que remonta desde o início do século XX, é a única casa de shows do Sítio Histórico que permite a alegria de aproximadamente mil pessoas ao mesmo tempo.