Destaque

Publicado em 03/08/17 às 18:20 | Atualizado em 03/08/17 às 18:25

Curso de Produção Cultural tem início no dia 15 de agosto

As aulas gratuitas acontecem no Centro Cultural Luiz Freire, em Olinda

Por pedropaulo

Trinta alunos foram selecionados para o Curso de Produção Cultural – Método Canavial. A capacitação gratuita será ministrada pelo produtor e consultor de políticas culturais Afonso Oliveira, durantes as terças de 15 de agosto a janeiro do próximo ano. As aulas acontecem no Centro Cultural Luiz Freire, no Carmo, Olinda, e tem apoio da Prefeitura Municipal.

As vagas foram reservadas para 80% para moradores de Olinda e 20% para outros municípios. A comissão de seleção foi composta pelos produtores culturais Afonso Oliveira, Wanessa Santos, Gabriela Alves e Alexandre Veloso, além do representante da Secretaria de Patrimônio e Cultura de Olinda, Christian Araújo.

Seleção

Cada candidato foi analisado por dois membros da comissão. Foram avaliados os textos solicitados na ficha inscrição e o currículo, para verificar se há relação com cultura. Os selecionados abrangem 13 bairros do munícipio de Olinda (Carmo, Varadouro, Peixinhos, Alto Nova Olinda, Bonsucesso, Casa Caiada, Bairro Novo, Sapucaia, Jardim Brasil, Vila Popular, Monte, Jardim Atlântico e Ouro Preto), quatro do Recife (Água Fria, Imbiribeira, Estância e Iputinga) e dois de Paulista (Nossa Senhora do Ó e Arthur Lundgren).

O curso ainda contará com a participação de 15 convidados. Colaboradores do Centro Luiz Freire, servidores da Prefeitura de Olinda, pesquisadores estrangeiros, produtores formados pelo Método Canavial, e convidados da Afonso Oliveira Produções.

As aulas terão início no dia 15 de agosto às 14h, no Centro de Cultura Luiz Freire. Os selecionados que faltarem as duas primeiras serão desclassificados. A capacitação acontece todas as terças-feiras, de 14h às 18h, entre os meses de agosto e janeiro de 2018.

Confira a lista dos alunos selecionados:

Resultado_Seleção_Curso de Produção

Saiba mais sobre o curso

O Método Canavial foi criado em 2008 por Afonso Oliveira, no município de Aliança, como forma de ensino da produção cultural em apoio a valorização da cultura popular da Zona da Mata pernambucana. É um método de produção coletiva e comunitária que alcançou resultados expressivos na região. Em seis anos, os produtores formados pelo Método Canavial alcançaram a marca de R$ 28 milhões em projetos aprovados e executados.

“O que determina o Método Canavial é a administração dos meios de produção cultural nas mãos dos produtores locais. Ele trabalha com a formação humanística do profissional. O trabalho se inicia com exercícios de desconcentração, caminha para que as pessoas percebam que elas estão habituadas a pensar de uma forma criada pela classe dominante e a partir daí cada um vai elaborar sobre sua própria cultura”, destaca Afonso Oliveira.

O curso em Olinda será dividido em três módulos: Módulo 1 (Método Canavial); Módulo 2 (Projetos Culturais) e Módulo 3 (Grupos e Agência de Projetos). Na última etapa, todos os participantes preparam seus projetos para concorrer em editais de cultura.

O Método virou livro patrocinado pelo Funcultura em 2010 e recebeu o prêmio Economia da Cultura do Ministério da Cultura. O curso foi aplicado em vários municípios de Pernambuco e na Universidade do Estado da Bahia, em 2015, como curso especial.

Participam das aulas como consultores assistentes os produtores culturais Wanessa Santos e Alexandre Veloso, ambos formados pelo Método Canavial e inseridos no mercado de produção cultural.