Geral

Publicado em 20/09/17 às 13:49 | Atualizado em 20/09/17 às 15:26

Operação recolhe entulhos descartados irregularmente das vias públicas de Olinda e sensibiliza população sobre o problema

Ação removeu pedaços de árvore e até carcaça de televisor

Por Nathaly Nascimento

Por: Marcos Oliveira

Foto: Sandro Barros / Prefeitura de Olinda

 

A Secretaria de Serviços Públicos de Olinda deflagrou nesta quarta-feira (20.08) a Operação Remoção de Entulhos. O objetivo é reduzir a quantidade de materiais descartados de forma irregular na cidade. Neste primeiro momento, Bairro Novo está sendo contemplado pela ação que conta com o suporte de uma retroescavadeira e dois caminhões caçamba. Das ruas já foram retiradas carcaças de televisão, muito galhos e troncos de árvore, pedaços de madeira com pregos, restos de móveis e portas inteiras deixadas nos logradouros e calçadas.

 

Entulhos que deixam a cidade suja e atrapalham a mobilidade de todos, podendo até causar acidentes, é o que frisa o secretário de Serviços Públicos, Marconi Madruga. “Estamos focados nessa ação retirando tudo que é descartado de forma irregular e aproveitamos para pedir que as pessoas se sensibilizem de que os maiores prejudicados são os próprios olindenses”, afirmou.

 

Madruga pontua a forma correta para fazer o descarte.  “Nós conseguimos recolher até 50 litros por residência diariamente. No caso de uma reforma, por exemplo, as pessoas podem colocar na lixeira o descarte dentro de saco plástico. Se for muito, pedimos que seja colocado aos poucos e nós iremos recolhendo. Ou que contrate uma empresa especializada”, explicou. Ele ainda informou o número que os olindenses podem ligar para fazer denúncias ou ter outras informações, é o 3429 0866.

 

O quadro mais alarmante deste primeiro dia foi encontrado nas proximidades da Feira da Sulanca, em que uma rua inteira estava tomada por restos de material de construção, carcaça de televisor, madeira e galhos de árvore.  A dona de casa Flávia Ribeiro acompanhou parte dos trabalhos. “Não existe uma pessoa jogar na rua uma televisão. É sujo, é feio, traz doença. Pode acumular água e trazer dengue aqui para a gente. Essa ação é muito boa, mas nada vai adiantar se continuarem jogando o lixo nas ruas”, destacou ela.