Destaque

Publicado em 07/06/17 às 17:17 | Atualizado em 07/06/17 às 17:22

Secretária da Mulher de Olinda participa de solenidade com Maria da Penha

Coordenadora da pasta destacou a intenção de implantar no município o Projeto Maria da Penha vai à Escola

Por Sandro Barros

Fotos: Sandro Barros/Prefeitura de Olinda

A secretária executiva de Direitos Humanos e da Mulher de Olinda, Verônica Brayner, participou nesta quarta (07.06), no auditório da Faculdade Guararapes, da formação da 6ª Turma do Curso de Defensoras e Defensores dos Direitos à Cidadania – oferecido pelo Instituto Maria da Penha. A solenidade contou com presenças ilustres da própria Maria da Penha, ícone nacional de luta pelos direitos das mulheres, e da delegada Gleide Ângelo.

Durante a solenidade, Brayner destacou que, em breve, o município irá implantar o Projeto Maria da Penha nas Escolas, com o objetivo de trabalhar a prevenção da violência contra a mulher na cidade. “Ainda neste ano iremos introduzir o projeto Maria da Penha nas Escolas. Com isso iremos dar um passo importante na prevenção à violência contra a mulher em Olinda. Formações como estas são relevantes para troca de experiências com profissionais, que atuam na garantia dos direitos humanos no Estado”, relatou a secretária.

O curso auxilia os participantes a atuar com temas transversais, entendendo os mecanismos de defesa da cidadania. O objetivo é promover a acessibilidade das pessoas que se encontram em condições de vulnerabilidade e cerceamentos dos direitos, encaminhando-as para os órgãos responsáveis pelos procedimentos legais. “O curso é embasado em várias áreas voltadas para cidadania, diferença de gênero, e aqui a gente aprende como agir em situações diferentes, em ajudar tanto mulheres que foram violentadas, como pessoas que estão sofrendo algum tipo de preconceito, tanto moral, psicológico, no ambiente profissional, doméstico” relata o estudante do 3º período de Direito, Anderson Lopes.

A parte cultural ficou por conta do grupo de Dança Arco Íris dos Sonhos, formado por adolescentes especiais do Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Cervac) e da Orquestra Criança Cidadã.