Geral

Publicado em 10/08/17 às 15:52 | Atualizado em 11/08/17 às 9:23

Secretário de Olinda participa do Fórum Nacional de Educação

O evento está ocorrendo em Fortaleza, no Ceará

Por Juliana Nascimento

Texto e fotos: Pattricia Viviane

 

Professores, dirigentes e equipes técnicas das secretarias municipais de educação de todo país estão reunidos nesta semana na 16ª edição do Fórum  Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, em Fortaleza, Ceará. O evento que é promovido pela União Nacional Dirigentes Municipais Educação de Pernambuco (Undime) acontece uma vez ao ano para avaliar a situação atual das unidades de ensino dos 26 estados do Brasil e visa debater propostas para melhorar as políticas públicas educacionais.

O tema desse encontro é “Os desafios para o cumprimento do Plano Nacional de Educação (PNE) na garantia do direito à educação de todos e de cada um”. Até esta sexta-feira (11.08) serão realizadas atividades, entre elas palestras, mesas redondas, salas temáticas e visitas às salas de atendimento governamental. O objetivo do evento é de levantar ações para pautar os próximos três anos tendo como base o Plano Nacional de Educação.

O representante de Olinda, que também é um dos integrantes da Comissão Estadual, o secretário de Educação, Paulo Roberto, esteve presente no Fórum e, aproveitou para trocar experiências com outros gestores públicos e ampliar as oportunidades de investimento na pasta. “É uma oportunidade enriquecedora, pois nos familiariza, desmistifica os programas do Governo Federal e proporciona o êxito no município”, ressaltou o secretário.

Ainda de acordo com Paulo Roberto está sendo uma honra participar de um evento que tem por missão elaborar, implementar e gerir políticas públicas voltadas para um setor tão transformador que é a educação. “Trabalhamos e acreditamos que é possível fazer um ensino de qualidade, mas para isso é preciso ter base. O financiamento por si só é importante, mas não é o único viés. Claro que precisamos ter financiamento para poder investir em capacitações, investir em infraestruturas, nas pessoas. Tudo isso precisar está muito bem articulado”, destacou o secretário.