Cidadania

Publicado em 08/11/17 às 18:06 | Atualizado em 08/11/17 às 22:56

Olinda amplia política de ressocialização e oferece mais oportunidades para reeducandos e familiares

Proposta da gestão municipal é ampliar o número de vagas e viabilizar a oferta de emprego para quem já cumpriu a pena

Por Marcilio Albuquerque

Foto: Sandro Barros/Prefeitura de Olinda

 

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, anunciou, nesta quarta-feira (08.11), a ampliação da Política Municipal de Ressocialização. A novidade representa um incremento na oferta de trabalho para reeducandos do Sistema Prisional do Estado, na cidade. Em vigor desde março, o convênio de cooperação técnica passará a contar com mais 100 vagas para detentos dos regimes aberto e semiaberto. A medida representa uma nova oportunidade de vida para centenas de famílias, sinalizando uma reinserção na sociedade, além da redução de custos para os cofres públicos.

A novidade foi divulgada durante encontro de valorização profissional, oferecido pela Prefeitura de Olinda aos apenados e suas famílias, no Coqueiral Park, localizado na Zona Rural do município. “Nós acreditamos na capacidade de recuperação dessas pessoas, que vêm desempenhando um excelente papel nas ruas e contribuindo para tornar a cidade melhor”, afirmou o Professor Lupércio. O gestor destacou o êxito na limpeza de canais e canaletas, que evitaram alagamentos no período chuvoso, como ocorreu em anos anteriores. “São homens que precisam de uma chance para virar a página do passado e seguir um novo caminho”, acrescentou.

O dia festivo representou bastante para os detentos, há muito tempo privados de lazer. O momento livre serviu como uma confraternização, em reconhecimento ao trabalho desempenhado. A programação contou com um almoço especial, além de uma palestra de reintegração. O secretário estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Roberto Franca, também participou do evento. “Só temos a agradecer a confiança que vem sendo depositada nos reeducandos, colhendo frutos positivos para toda a sociedade”, destacou. A parceria, que conta com 178 detentos em Olinda, é promovida com o apoio da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, por meio da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) e do Patronato Penitenciário.

AMPLIAÇÃO
De acordo com o prefeito, Professor Lupércio, o próximo passo será a construção de um projeto, a ser remetido para a Câmara Municipal, com a finalidade de absorver a mão de obra dos trabalhadores, mesmo após o cumprimento da pena. A contratação deve ocorrer por períodos predeterminados, em conformidade com a legislação. Com a ampliação já anunciada, os profissionais devem atuar não apenas nas áreas de Serviços Públicos e Defesa Civil, mas passarão a contribuir também com as secretarias de Saúde, Educação, Esportes, entre outras. Hoje, os profissionais já atuam em atividades de limpeza e zeladoria, com ações no Sítio Histórico, na faixa de areia da orla e do calçadão, assim como na capinação e remoção de entulhos das vias e praças. Para cada três dias trabalhados, os reeducandos têm direito a um dia de redução no tempo da pena.