Cultura

Publicado em 14/09/17 às 18:13 | Atualizado em 14/09/17 às 18:20

Dia Mundial do Frevo é comemorado no Alto da Sé

Evento, realizado em Olinda, festejou os 111 anos de história da arte

Por Nathaly Nascimento

Por Juliana Nascimento e Rafaelly Carneiro

Fotos: Thiago Bunzen/Prefeitura de Olinda

Ele pode ser acelerado, calmo, cantado ou orquestrado, mas seja como for é contagiante. Já teve variação de nome ao longo do tempo: fervura, ferver, até chegar no “frevo”. Neste 14 de setembro é celebrado o Dia Mundial do Frevo e o projeto Frevolinda, em parceria com a Prefeitura de Olinda, organizou uma programação especial para festejar os 111 anos de história, no Alto da Sé.

Pela manhã, mesmo com tempo nublado e ventania, não esfriou a fervura do ritmo que é considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco desde 2012. “É pura nostalgia estar aqui, a bandeira de Pernambuco é o frevo e esse trabalho de inclusão com as escolas é muito importante para divulgar a cultura. Na programação, ensinamos passos básicos, como pontilha ponta de pé e tesoura, um pouco da história do frevo, entre outros”, ressaltou uma das idealizadoras, Walkíria Leal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por volta das 10h, teve oficina para os estudantes do 6º ano da Escola Municipal Duarte Coelho, para os turistas e pessoas que passavam pelo Alto da Sé. Uma das participantes, Jucemara Regina, que é de Pirajú, São Paulo, tentou arriscar no ritmo pernambucano. “Acho muito lindo e queria aprender. Os passistas chamam atenção pela dança e o colorido, tentei dançar, mas é muito difícil”, disse.

Os alunos da Escola Municipal Duarte Coelho destacaram a importância de atividades fora de sala de aula, ainda mais para valorização da cultura por mostrar, desde cedo, a importância do frevo para os jovens.

Tarde

No período da tarde, a programação seguiu com a maior dança de frevo do mundo. Passistas acompanhados da Companhia Brasil deram um show. A festa contagiou as pessoas que assistiam, e vários se arriscaram nos passos. O professor de dança da Companhia Brasil, Ismar dos Santos, abrilhantou o dia com sua animada aula.

O casal de turistas do Rio Grande do Sul, Metina e Renan Apratos, ficou encantado com o frevo e a alegria das pessoas. “Estou admirada com a cultura da cidade, é minha primeira vez em Olinda e os seis dias que estou aqui já vi de tudo”, afirma Metina.

O secretário de Educação, Paulo Roberto Soares, acompanhou o festival Frevolinda e reforçou que “a cultura popular é muito importante para os alunos aprenderem desde cedo a valorizar suas raízes”. Na oportunidade, alunos das Escolas Municipais Professor Hélio Ferreira Maria, Rotary de Olinda e Maria da Glória festejaram juntos com a orquestra Frevolinda esse dia especial.

Este slideshow necessita de JavaScript.