Cultura

Publicado em 13/11/17 às 13:55 | Atualizado em 13/11/17 às 16:42

Lula, o embaixador do Pandeiro de Olinda

Servidor olindense há 35 anos músico é referência na percussão

Por Sandro Barros

Este slideshow necessita de JavaScript.

Multi-instrumentista, um dos fundadores do Centro de Educação Musical de Olinda (CEMO), em 1982, juntamente com o Maestro Mário Cansas Justos dos Santos. Apaixonado pelo Frevo e criador do primeiro Curso de Pandeiro de Ritmos Brasileiros. Nascido no Recife, estudante da Escola de Belas Artes, adotou Olinda há 45 anos como terra natal. Luiz Edmundo Miranda de Menezes, 52 anos, mais conhecido como “Lula do Pandeiro”, é servidor há 35 anos da Prefeitura de Olinda.

O encantamento com o instrumento começou aos 9 anos, quando ganhou um de presente do pai. O menino gostaria de ganhar, na verdade, um ônibus de lata da transportadora Itapemirim. Mas o pai não teve condições financeiras de comprar na ocasião. Hoje, a cultura brasileira e pernambucana ‘agradecem’ a falta de posses do pai do garoto.

Desde criança Lula sempre ouviu música de todas as partes do mundo, incentivado pelo seu avô, colecionador e amante de discos raros, e apreciador de música árabe, egípcia, chinesa e japonesa.

Estreou profissionalmente em 1977 nos palcos acompanhando o saudoso Canhoto da Paraíba, um dos grandes instrumentistas brasileiros. Lula traz uma concepção musical onde a natureza é o elemento central. Os sons, os tons, as melodias que estão ao nosso redor são fontes essenciais para construir a musicalidade de um artista.

“Nessa perspectiva musical uma das grandes referências para minha música foi o Maestro Dimas Sedícias e o Mestre Naná Vasconcelos. Naná queria que a gente tivesse a compreensão da natureza e o conhecimento de associar os instrumentos de percussão aos sons do meio ambiente”, relembra emocionado.

 

No CEMO Lula chegou ainda muito jovem, aos 16 anos a pedido do Maestro Mário Cansas.

 

“Ele me convidou por ser multi-instrumentista. Quando cheguei aqui pela primeira vez, tudo era só mato e lama. O maestro trouxe uma lona de caminhão e fizemos a primeira aula. Eu me vesti de palhaço e foi como tudo começou”, recorda.

 

Lula tocou para vários artistas consagrados da música brasileira, entre eles: Paulinho da Viola, Noite Ilustrada, Cauby Peixoto, Jackson do Pandeiro, Chico Buarque. É um dos embaixadores do Frevo na Unesco e tem sua vida toda dedicada à música brasileira.

Atualmente, Lula coordena o projeto Dr. Zebrinha e sua Bicharada Musical com o objetivo de trabalhar a iniciação musical das crianças de forma lúdica. O projeto conta com apoio da Prefeitura de Olinda.