Desenvolvimento Econômico

Publicado em 08/01/15 às 16:38 | Atualizado em 05/01/16 às 10:01

Comércio de Olinda registra alta de 7% em 2014

Incentivos, como a aprovação da lei do alvará provisório, redução de alguns tributos, além de investimentos em infraestrutura, possibilitaram condições do aumento acima da inflação registrada no ano

Por Tiago Peixoto

estudo-portal--crescimento---08-01-2015(2)Com um grande trabalho voltado para o desenvolvimento da cidade, a Prefeitura de Olinda vêm conseguindo diversos avanços no campo econômico. O progresso fica evidenciado com o crescimento de 7% registrado no varejo em 2014, acima da inflação registrada no ano.

“A gente percebe que pelo desenvolvimento da cidade, mais lojas se instalaram, permitindo que as pessoas que moram no município começam a procurar os produtos e serviços em Olinda, sem precisar sair para outros municípios”, opina o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Olinda (CDL Olinda).

Incentivos como a aprovação da Lei do Alvará Provisório, redução de alguns tributos, além de investimentos em infraestrutura, possibilitaram condições adequadas para que empreendimentos fossem inaugurados na cidade. A concessionária Pateo Hyundai, a farmácia Drogasil, o supermercado Styllus, a Pizzaria Domino’s, além da ampliação da rede de farmácias Big Ben são alguns dos novos pontos de comércio que podem ser vistos em Olinda.

“O crescimento acima da inflação gera um grande lucro aos empresários que aqui investem e consequentemente possibilita uma maior geração de empregos na cidade”, declarou o secretário de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnologia de Olinda, Maurício Galvão. “Nossa perspectiva é crescer ainda mais. Foi iniciada a construção do primeiro shopping de Olinda, com investimento de 600 milhões. O shopping pronto gerará 5 mil empregos diretos e garantirá um incremento de 10% na receita do município”, destacou.

Sentimento partilhado pelo secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, José Ramos de Andrade. “Em 2015, o município terá uma loja de 10 mil metros da TendTudo, nos Bultrins. Outras nomes fortes, como os restaurantes Entre Amigos, Sal e Brasa e a rede supermercados Bonanza também nos procuraram em busca de espaço na cidade”, falou.

Para ele, o crescimento é resultado das políticas adotadas pela cidade. “Somos uma cidade com 400 mil habitantes que, com a dificuldade de mobilidade dos tempos atuais, a concentração demográfica existente em Olinda e a melhoria na infraestrutura, aliado à qualidade de vida da população e ao crescimento econômico, se transformam em fatores importantes na decisão dos investudores, atraindo cada vez mais empresas e temos uma taxa de Imposto Sobre Serviços (ISS) com um valor e uma estratégia que favorece a chegada de novos empreendimentos do setor de serviços e a manutenção dos que já existem”, conclui.

Tags desta notícia: , ,