Destaque

Publicado em 07/04/17 às 12:46 | Atualizado em 07/04/17 às 16:17

Campanha quer destravar trânsito na frente de unidades de ensino e impedir transporte escolar clandestino em Olinda

Nesta sexta-feira (07.04) a equipe de agentes de trânsito esteve no Colégio Santa Emília, em Jardim Atlântico

Por Juliana Nascimento

Quando o assunto é mobilidade a operação de desembarque e embarque dos alunos nas portas de escolas é um item que joga contra se não houver disciplina.  Para conscientizar os pais e responsáveis de alunos a não travar a circulação de veículos, a Secretaria de Transportes e Trânsito de Olinda está orientando os motoristas sobre o estacionamento na frente das instituições de ensino. A ação acontece às 7h e às 11h30, horário de entrada e saída dos estudantes. O objetivo da campanha é agilizar o trânsito para evitar o congestionamento nas vias públicas. Nesta sexta-feira (07.04) uma equipe de agentes de trânsito esteve no Colégio Santa Emília, na Avenida Fagundes Varela, em Jardim Atlântico.

Durante a ação, os fiscais colocam cones em frente aos prédios escolares para sinalizar e viabilizar a chegada e saída dos condutores. Na operação, os agentes pedem aos pais que respeitem as leis e que só deixem os filhos sem descer do carro, porque na medida em que saem do veículo, mesmo que seja para deixar na porta ou entrar rápido, caracteriza como estacionar e está sujeito a multa.

Maria Augusta, mãe de um estudante, aprovou a iniciativa. “Achei muito bom, porque antes, os pais deixavam os filhos e desciam do carro e ainda ficavam em fila dupla, o que atrapalha bastante, hoje está mais rápido, só com desembarque”, disse.

Além de orientar os motoristas, os agentes estão entregando panfletos sobre a condução escolar legalizada contendo dicas essenciais para evitar o transporte clandestino. “Os pais estão aceitando até porque eles ganham tempo e mobilidade. A ação é educativa, mas caso alguém desobedeça alguma ordem está passível de autuação”, explicou a agente de trânsito, Adriana Prado.

Trabalhando como porteiro há mais de 10 anos no Colégio Santa Emília, Diego Rodrigues admitiu que a ação está sendo proveitosa, pois o trânsito  flui melhor para quem circula pela avenida. “Antes, formava um fila dupla de carros, impedindo e atrasando a passagem de outros veículos. Às vezes, alguns pais estacionavam nas calçadas e alguns pedestres viam reclamar com a gente”, comentou.

Nesta sexta-feira alguns condutores foram notificados pelas infrações de impedir movimentação dos demais veículos, o que gera multa de R$ 130,16 e estacionar no passeio, com pena de R$ 195,23.

A campanha não tem prazo determinando e na próxima semana permanece no Colégio Santa Emília. “Nós pretendemos fazer a ação em determinadas escolas e depois voltar para ver o funcionamento e continuação. Esse é um objetivo da gestão para dar mais fluidez no trânsito”, destacou o secretário executivo de Trânsito, Jonas Ribeiro.

print

Tags desta notícia: , , , , , ,