Destaque

Publicado em 31/08/17 às 13:58 | Atualizado em 31/08/17 às 14:13

SAMU Olinda orienta estudantes sobre primeiros socorros e alerta acerca da consequência de trotes

Além de tirar dúvidas, alunos colocaram em prática alguns casos onde o SAMU é solicitado

Por Natália Catarina

Uma aula diferente com a equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) Olinda marcou a tarde desta quarta-feira (30.08) dos estudantes do 1º ano do Ensino Médio da Escola Polivalente Compositor Antônio Maria, na Avenida das Garças, na II Etapa de Rio Doce. O intuito foi levar aos alunos a importância do atendimento da equipe em casos de emergência e enfatizar o quanto casos de trote podem prejudicar o serviço.

Os palestrantes Celina Leal, técnica de enfermagem do SAMU Olinda, Jaílton Gomes, condutor, Irany Bezerra, do Núcleo de Educação Permanente (NEP) e Wagner Lucena, coordenador de frotas, explicaram como funciona o atendimento, desde quando a ligação chega à central, até passar por eles e prepararem a equipe para ir ao local da ocorrência.

Além de tirar dúvidas sobre primeiros socorros e participarem de simulações de situações de emergência, tais como engasgo, choque, queimadura e casos de fraturas, os alunos também foram alertados pela equipe como os casos de urgência e emergência são atendidos pelo SAMU. São eles:

  • Problemas cardiorrespiratórios;
  • Intoxicação exógena;
  • Queimaduras graves;
  • Trabalho de parto com risco de morte para a mãe e/ou o bebê;
  • Crises hipertensivas;
  • Choque elétrico;
  • Vítimas de acidente de trânsito

Irany Bezerra, representante do Núcleo de Educação Permanente (NEP), que capacita equipes do SAMU e promove palestras em comunidades, ressaltou a importância da atividade. “O objetivo é mostrar para os estudantes como funciona o nosso serviço e ressaltar, principalmente, quando devemos ser solicitados, evitando casos de trotes. Então levando isso às pessoas, elas têm consciência do quanto é errado. Já mobilizamos uma equipe para um atendimento que não passou de brincadeira”, exemplificou.

Atualmente o SAMU Olinda conta com cinco viaturas, com destaques para uma UTI e uma motolância. Em casos de emergência, as pessoas devem acionar o atendimento através do número 192.