Destaque

Publicado em 06/07/17 às 16:12 | Atualizado em 06/07/17 às 16:20

Alunos da Escola Allan Kardec recebem aulas de artes

Por Nathaly Nascimento

Por Pattricia Viviane

Depois da inauguração Centro Educativo Municipal Allan Kardec, em Olinda, voluntários da Fundación Prosegur realizam sua primeira aula de arte como parte do programa de Cooperação ao Desenvolvimento Piecitos Colorados – focado na melhoraria da educação e da qualidade de vida de crianças que vivem em regiões vulneráveis. Em parceria com a Prefeitura de Olinda, a meta do programa de Cooperação ao Desenvolvimento Piecitos Colorado é, agora, seguir com a transformação. Para isso, um grupo de trabalho voluntário formado por colaboradores da companhia realizará uma série de atividades com os alunos da Escola Municipal Allan Kardec, inclusive um curso de iniciação à arte, desenvolvido em parceria com o Museu do Prado, na Espanha.

A primeira aula aconteceu nesta quarta (05.07), quando a Fundación elaborou um guia de introdução à arte baseado nos trabalhados das escolas participantes do Piecitos Colorado. Antes do curso, as crianças tiveram aula de yoga com a proposta de relaxarem e se prepararem para uma melhor absorção do conteúdo. A finalização didática das aulas consistirá sempre com um exercício prático, no qual cada criança produzirá sua pintura que será guardada e encaminhada para o Museu do Prado. “Essas pinturas passarão por uma banca julgadora e a vencedora ficará exposta no museu”, explica a Silvana Meza Salazar, responsável pela Fundación no Brasil.

De acordo com diretora da Escola Alan Kardec, Simone Cocke, a parceria com a Fundación Prossegur é muito gratificante e ver a conclusão desse trabalho é especial. “Nós que fazemos parte da Allan Kardec ficamos encantados com a primeira das quatro aulas que virão para inicialização à arte, onde os alunos fizeram uma viagem no mundo do conhecimento e apreciaram a vida, arte e obra de muitos pintores famosos, além de se tornarem próprios artistas mirins com o material doado pelos voluntários. Esperamos já ansiosos pela próxima aula que acontecerá dia 10 de agosto”, completa a diretora.

Para o Secretário Municipal de Educação, Paulo Roberto Souza Silva, o sucesso das experiências no setor privado não fica restrito apenas aos projetos desenvolvidos. Em muitos casos, o conhecimento adquirido também é adotado pelo poder público. “Reconhecemos nas parcerias público-privadas uma alternativa para melhoria da educação no Brasil. Mas é imprescindível a clareza entre os papeis e a responsabilidade de cada parte envolvida para que não haja sobreposição, desperdício de recursos e falta de responsabilização. O surgimento da parceria da Prosegur e Prefeitura de Olinda foi motivada pelo consenso entre lideranças de que somente por meio da educação seria possível fortalecer valores e fazer um país mais justo. A educação é um investimento cujo os resultados serão colhidos a longo prazo.  Por isso, o que ela pode, principalmente, é formar bases para que uma sociedade possa se desenvolver de forma sustentável. Isso é bom para todos os atores da sociedade”, justifica o secretário.

 

Como começou – Ao todo, são 37 escolas apadrinhadas pelo programa de Cooperação ao Desenvolvimento Piecitos Colorado no mundo. No Brasil, existem apenas seis escolas. No Nordeste, Olinda é o único município que foi acolhido pela Fundación Prosegur.  O projeto, que começou em 2006, na Argentina, está presente em sete países – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru e Uruguai, somando mais de cinco mil estudantes. No Brasil, o projeto teve início em 2011, na cidade de Teófilo Otoni (MG) e atualmente conta com escolas nas de Teófilo Otoni e Pouso Alegre (MG), Águas Lindas de Goiás (GO), Belford Roxo (RJ), Manaus (AM) e Olinda (PE), beneficiando mais de 600 alunos.