Destaque

Publicado em 20/10/17 às 10:35 | Atualizado em 20/10/17 às 14:26

Banda marcial estimula integração e consciência cidadã de jovens do Alto da Conquista

Grupo participa neste fim de semana de competição estadual

Por Juliana Nascimento

Texto e fotos: Pattrícia Viviane

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na Escola Municipal Alberto Torres, localizada no Alto da Conquista, um grupo está fazendo bonito com a música. São os integrantes da Banda Marcial Alberto Torres formada por crianças e adolescentes da comunidade, que vêm colecionando troféus e convites para apresentações.

Criado em 2010, mas foi a partir de maio de 2017, com o Projeto Novo Mais Educação que o grupo foi transformado de fanfarra para banda marcial. “A diferença tem relação com os instrumentos utilizados. Uma banda de fanfarra atua com corneta lisa, cornetão e percussão. Já a marcial usa trompete, trombone, bombardino e tuba”, explica o maestro André Luiz.

Hoje, são ao todo 38 integrantes, de 15 a 21 anos, que participam de ensaios nas tardes de quintas e sábados. O grupo já conquistou cinco premiações em concursos.  A próxima apresentação será neste domingo (22.10)  às 10h30, na quadra da Secretaria de Educação , na Avenida Afonso Olindense, no bairro da Várzea,  Recife. A semifinal da IX Copa Pernambucana de Bandas e Fanfarras, quando concorrerá na categoria Juvenil do Grupo B.

Na ocasião, haverá disputas nas categorias percussão; fanfarra; marcial infantil e mirim; marcial infanto-juvenil; marcial juvenil; marcial máster e banda show, divididas em grupo A e B.

Tags desta notícia: , , , , , ,