Fazenda e Administração

Publicado em 21/07/17 às 12:23 | Atualizado em 21/07/17 às 12:23

Arrecadação tributária em Olinda aumenta 8,92% em apenas quatro meses

O incremento de R$ 1.627.533,22 é resultado do pagamento de valores que estão “retidos” na dívida ativa oriundos de impostos como ISS, CIM e IPTU que não foram pagos

Por mariliabanholzer

Mutirões de pagamento com descontos e parcelamentos são estratégia da gestão municipal. Foto: acervo/PMO

Os esforços da Procuradoria da Secretaria de Fazenda de Olinda têm trazido resultados positivos aos cofres públicos da cidade. A Prefeitura de Olinda registrou um aumento de 8,92% na arrecadação nos quatro primeiros meses deste ano. O incremento de R$ 1.627.533,22 é resultado do pagamento de valores que estão “retidos” na dívida ativa oriundos de impostos como ISS, CIM e IPTU que não foram pagos.

De acordo com o Procurador-Chefe da Fazenda Municipal, Leonardo Sales de Aguiar, hoje a dívida pública gira em torno de R$ 100 milhões. “Nesses primeiros quatro meses conseguimos fazer com as os devedores quitassem suas pendências e esse dinheiro agora vai ser investido em melhorias na cidade”, salientou.

Esse aumento na arrecadação tributária em Olinda tem permitido que a gestão pública realize obras como serviços de recapeamento, reforma de escolas e unidades de saúde, entre outros investimentos em diversa áreas. Estratégias como o envio de cartas de cobrança, mutirões de atendimento, descontos em multas e juros, além de parcelamentos têm incentivado a população a ficar em dia com os tributos do município. A Secretaria da Fazenda de Olinda perdoa os juros e multa de quem quitar seus débitos à vista.

Outra opção é o parcelamento que, quando feito em até 36 vezes, deixa o contribuinte isento dos juros e apenas a multa é cobrada. Também é possível parcelar os valores da dívida em até 72 meses, mas neste caso o valor integral é cobrado. As negociações devem ser feitas na Secretaria da Fazenda, localizada na Av. Santos Dumont, 177, bairro do Varadouro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Tags desta notícia: , , , , , , ,