Destaque

Publicado em 15/08/17 às 14:06 | Atualizado em 15/08/17 às 14:06

X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco movimenta a Marim dos Caetés

Convidados participam de debates e oficinas sobre a cultura do município

Por Natália Catarina

Tratar de políticas públicas e gestão de patrimônio cultural. Este é o objetivo da X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco que está acontecendo em Olinda e teve sua abertura nesta segunda-feira (14.08), às 15h, no Palácio dos Governadores – sede do Governo Municipal. O encontro, que vai durar toda a semana, contará com ações educativas, celebrações, debates, exposições, seminários, capacitações e rodas de diálogos.

O secretário de Cultura de Olinda, Gilberto Sobral, e o secretário-executivo, Fred Nóbrega, oficializaram a abertura do evento. No ato houve momento de reflexão de como os patrimônios da cidade merecem ser preservados pelos moradores e visitantes. Para isso sugeriram o investimento na educação patrimonial, que consiste em “alfabetizar culturalmente” a população em um processo ativo de apropriação, conhecimento e valorização da cultura. Marcaram presença artistas e pessoas relacionadas à cultura olindense e responsáveis pela gerência de cultura da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE).

Para Gilberto Sobral, os avanços devem continuar ao longo da gestão “Há sete meses de governo conseguimos grandes melhorias para a cultura de nossa cidade. Como exemplo temos a Igreja do Bonfim que está em processo de obras. Isso é só o começo e vamos seguir avançando com trabalhos”, contou. Já Fred Nóbrega pontuou que não é só uma questão de criação de políticas públicas, mas de conscientização dos moradores do município “Junto com a população vamos realizar políticas de preservação e zelo do patrimônio. Vale ressaltar que também é uma questão humana e de consciência dos moradores de Olinda”, destacou.

Há trinta e seis anos, moradores de Olinda, junto com o idealizador Alexandre Xaxá que estava compondo a mesa de abertura, criaram a Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (SODECA), com o intuito de preservar os patrimônios e a própria cidade. Alexandre, em nome das pessoas que compõe a Sociedade, colocou que ações diárias ajudam a manter a cidade mais preservada e que pretende, através da Semana do Patrimônio Cultural, sugerir a volta dos festejos em datas comemorativas para atrair olindenses a curtir mais a cidade.

A tarde ainda contou com palestra sobre Mamulengo – A importância da preservação do patrimônio, com mediação de Luciano Barros e à noite foi realizado uma Oficina de danças circulares, preservando a cultura dos povos – legado brasileiro.

X Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco segue até o próximo sábado (19.08) com rodas de diálogos, oficinas e debates sobre a preservação da cultura olindense.