Saúde

Publicado em 15/05/17 às 13:13 | Atualizado em 15/05/17 às 13:13

Agentes de endemias fazem palestra em escola municipal sobre leptospirose

Ação é educativa e propõe transformar alunos em multiplicadores da informação

Por Pedro Morais

Agentes de endemias ministraram palestra aos alunos. Foto: Pedro Morais/SSO.

Uma equipe de agentes de endemias do Centro de Vigilância Ambiental de Olinda (Cevao) realizou na manhã desta segunda-feira (15.05) uma palestra educativa sobre prevenção da doença do rato (leptospirose). O trabalho foi ministrado na Escola Municipal Rotary, situada na Rua Jerônimo de Albuquerque, comunidade do V-8, Varadouro. A ação faz parte de um cronograma proposto pelo Cevao para visitar as escolas da rede e esclarecer, orientar e alertar os alunos sobre o combate à doença.

Segundo o gerente do Centro de Vigilância, Henrique Eduardo Silva, os alunos são multiplicadores de informação. “Acredito que eles (alunos) vão repassar essas informações para seus pais e ajudar a gestão a prevenir e combater a doença, principalmente nesse período de chuvas na cidade”, destacou.

O gerente adiantou ainda que vai trabalhar e intensificar as palestras, bem como mostrar aos alunos na teoria e na prática, como é feita a desratização. Hoje à tarde, a equipe retorna à escola Rotary para contemplar e explicar aos alunos que estudam nesse horário.

Henrique Eduardo acrescentou que pretende intensificar e, sobretudo, estender o serviço de prevenção (iscagem) em toda extensão da orla de Olinda e especificamente em alguns barros como Bultrins, Varadouro, V-8 e V-9, canal da malária, Ilha do Maruim, terrenos baldios e cemitério de guadalupe.

A diretora da escola, a pedagoga Leonor Bonfim, destacou a importância da ação. “Esses esclarecimentos sempre são muito importantes para os alunos, pois muitos deles convivem com essa situação dentro de suas casas, principalmente no período e chuvas”, explicou.

A diretora e alunos acompanharam os agentes na aplicação da iscagem. Foto: Pedro Morais/SSO.

LEPTOSPIROSE – Os ratos são os principais transmissores dessa doença infecciosa, que é contraída pelo homem através da urina dos roedores. A doença humana apresenta sintomas bastante variados como dor de cabeça, calafrios, febre elevada, dores musculares, principalmente na batata da perna.

Os sintomas podem agravar e levar a morte, por isso a pessoa deve procurar rapidamente uma unidade de saúde. A prevenção para combater os ratos é armazenar bem os alimentos, não deixar sobras de comidas expostas, evitar o contato direto com a água de enchente e de esgoto, pois podem estar contaminadas pela urina dos roedores. Não permitir o acúmulo de entulhos nos quintais, não deixar o lixo nos quintais, não deixar o lixo exposto e armazenar longe do solo, à espera do carro coletor e jamais jogar o lixo em terrenos baldios e córregos.