Saúde

Publicado em 30/06/17 às 10:57 | Atualizado em 30/06/17 às 11:03

Município de Olinda sedia curso sobre segurança em postos de combustíveis

Iniciativa pioneira no Estado envolve trabalhadores frentistas e classe patronal da categoria

Por Pedro Morais

Secretário de Saúde, Eud Johnson; e a executiva, Dra. Zelma Pessoa, estiveram na abertura do curso. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

A Secretaria de Saúde de Olinda promoveu uma capacitação pioneira em Pernambuco. Trata-se do curso Vigilância de Ambientes e Processos de Trabalho em Postos de Revenda de Combustíveis (PRC) com Ênfase no Benzeno.

A instrução, que aconteceu entre os dias 27 e 29 de julho, na Faculdade de Medicina de Olinda, Bairro Novo, foi destinada para 50 profissionais da Região Metropolitana do Recife, entre eles técnicos do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), das Vigilâncias Sanitárias, Epidemiológica e Ambiental, auditores fiscais do trabalho, frentistas e dirigentes sindicais do setor.

O curso é resultado de uma parceria envolvendo a gestão municipal de Olinda, Fundacentro e a Secretaria Estadual de Saúde. Na abertura, o secretário de Saúde de Olinda, Eud Johnson, agradeceu aos parceiros pelo apoio. “É muito importante contar com essa parceria, assim poderemos promover uma saúde com mais qualidade”, disse.  A qualificação contou com a participação do diretor geral da Fundacentro, o engenheiro Maurício José Viana, que destacou o pioneirismo do curso em nível estadual.

CURSO – Com aulas teóricas e práticas, em período integral, na manhã desta quinta-feira o grupo se dividiu e visitou dois postos de revenda de combustível situado no bairro de Casa Caiada. O técnico da Apevisa, Carlos Cazumbá, afirmou a importância da aula prática. “Tudo que foi visto na teoria está se confirmando aqui na prática”.

Instrutor Alexandre Jacobina explica aos alunos. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

Já o auditor do setor de saúde e segurança do Ministério do Trabalho, Rafael Trigueiro, disse que “foi possível entender e identificar com mais eficácia os reais perigos que existem com relação a incêndio e explosão, principalmente o benzeno, substância cancerígena existente no ambiente inflamável.

Ministraram o curso a pesquisadora da Fundacentro, Arline Sydneia Abel Arcuri e o gestor ambiental e ex-coordenador de Vigilância em Saúde do Trabalhador do Centro Estadual de Saúde do Trabalhador (Cesat-BA), Alexandre Jacobina, que falou sobre os ensinamentos. “Tivemos uma turma bastante interessada no curso e estamos com esse movimento nacional para capacitar técnicos e atuar nessa área que traz bastante risco ao trabalhador”, alertou.

Inscritos no curso receberam certificado e conclusão. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

O evento foi coordenado pela Secretaria de Saúde de Olinda, por meio da diretora da Vigilância em Saúde, Mariurcha Dantas e equipe, bem como com o apoio da representante do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest-PE) da Saúde do Estado, Adriana Guerra Campos, e do educador da Fundacentro, José Hélio Lopes.

Alunos participaram efetivamente das aulas. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

A finalidade do curso foi alertar de forma preventiva, identificando fatores e situações de riscos à saúde do trabalhador nos postos de revendas. Estudos demonstram que esses locais se transformaram não só em ponto de abastecimento, mas também de outros serviços como lojas de conveniência, bares, restaurantes e lavanderias, promovendo alto fluxo de pessoas.