Destaque

Publicado em 05/04/17 às 15:27 | Atualizado em 05/04/17 às 17:17

Olinda ganha veículo e amplia atendimento de saúde destinado à população de rua

Equipe do Consultório na Rua atende pessoas em vulnerabilidade com serviços básicos de saúde

Por Secretaria de Comunicação de Olinda

Por Pedro Morais

O programa Consultório na Rua recebeu um reforço. Para aumentar o atendimento nas vias de Olinda, uma nova van foi entregue nesta terça-feira (4) pela Secretaria de Saúde da cidade. A ação tem como objetivo ampliar o acesso da população em situação de rua aos cuidados de saúde, por meio de equipes de serviços de atenção básica. O consultório, que circula de segunda a sexta-feira, atende pessoas com vulnerabilidade, como usuários de drogas, por exemplo. Com o novo veículo, a van volta a circular no período noturno (22h) nesta quinta (6), nos bairros e entorno do Varadouro, Peixinhos, Amaro Branco, Rio Doce e Bultrins.

Os consultórios são compostos por profissionais multidisciplinares formados por psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais, técnico de enfermagem e redutores de danos. O grupo se desloca e realiza abordagens de atendimentos básicos de saúde, como curativos, aferição de sinais vitais, teste rápido de HIV e glicose. Após o diagnóstico, dependendo do caso, a pessoa é encaminhada para postos de saúde do município.

Além da abordagem através de conversa, uma das técnicas utilizadas junto aos pacientes é com a musicalidade. Pandeiros, violão e outros instrumentos fazem parte do equipamento, com o objetivo de tirar possível inibição das pessoas, de forma lúdica.

Logo após a entrega do veículo ao grupo, o secretário de Saúde, Eud Johnson, acompanhou a equipe pelos bairros de Olinda. “Pude ver de perto o trabalho importante que esses profissionais desenvolvem no dia a dia e vamos trabalhar mais ainda para ampliar e melhorar a qualidade da saúde do olindense, principalmente de forma preventiva”, explicou.

O coordenador do Consultório na Rua, Mário Costa, explica a importância dessa aquisição. “Desta forma, além do atendimento pelo SUS na esfera básica de promoção e prevenção à saúde, com o consultório poderemos enfatizar o atendimento psicossocial junto aos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), um diferencial do município de Olinda”, enfatizou.

print