Notícias

6ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres de Olinda discute direitos iguais

Evento acontece até sexta (20), na Facho

Publicado por: Redação da Secom, em: 19/09/19 às 18:16

Foto: Sandy James/ Prefeitura de Olinda

Está aberta mais uma Conferência Municipal de Políticas Públicas para Mulher! A sexta edição do evento acontece quinta e sexta (19 e 20), na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (Facho), em Jatobá, Ouro Preto, e tem como tema este ano “Mulher e democracia: uma agenda de luta por direitos iguais”.

O encontro iniciou com uma emocionante apresentação das meninas da Escola Sagrado Coração de Jesus. O grupo de alunas denominado Kanteatro recitou um cordel detalhando pontos da Lei Maria da Penha. O show arrancou aplausos de pé dos presentes.

“Foi uma apresentação fantástica, é muito difícil tudo que elas decoraram. Direitos, deveres, leis… Enfim, estão de parabéns as meninas, um orgulho. Foi um ótimo início de evento e espero que todos possam aproveitar a conferência da melhor maneira possível. A gestão está à disposição de todas as mulheres de Olinda, estamos com as portas abertas”, destacou o prefeito Professor Lupércio.

De acordo com o Conselho Municipal da Mulher, 180 municípios de Pernambuco não têm conferências desse tipo. “É um momento muito difícil que atravessamos no Brasil, mas nós ainda sobrevivemos, temos esse espaço plural, onde a mulher olindense pode discutir políticas públicas para o nosso bem. Temos que valorizar esse espaço. Gostaríamos de agradecer a Prefeitura de Olinda, que deu o maior apoio para que isso pudesse acontecer”, disse a representante do Conselho Municipal de Olinda e sociedade civil, Márcia Ramos.

A conferência, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos de Olinda, com apoio do Governo do Estado, tem sequência nesta sexta-feira (20), com palestras e debates a partir das 8h.

“Olinda sempre esteve à frente em suas lutas, historicamente. E hoje somos resistência no Brasil”, pontou Odin Neves, secretário da pasta, que teve seu discurso reforçado pela secretária executiva da Mulher e Direitos Humanos, Verônica Brayner. “Esse momento foi construído entre o conselho e gestão. É um momento de construção, temos o apoio do prefeito, iniciamos o atendimento 24h no Centro Especializado de Atendimento à Mulher Márcia Dangremon (CEAM) durante a semana, e muita coisa tem sido feita em benefício às olindenses. Espero que possamos sair da conferência com metas, objetivos e que possamos cumprir. Estamos juntos, de mãos dadas”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: