Notícias

Alunos de Olinda recebem abertura do Programa Prevenção Legal em 2020

Jovens as Escolas Municipais Sagrado Coração de Jesus e Duarte Coelho lotaram a Biblioteca Pública de Olinda

Publicado por: Redação da Secom, em: 10/02/20 às 17:24

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os olindenses abriram a temporada 2020 do Programa Prevenção Legal – Violência sexual contra crianças e adolescentes. Nesta segunda-feira (10), na Biblioteca Pública de Olinda, jovens de até 16 anos das Escolas Municipais Sagrado Coração de Jesus (Amaro Branco) e Duarte Coelho (Carmo) receberam palestras de conscientização sobre os cuidados que devem ter no período carnavalesco.

Cerca de 150 jovens lotaram o espaço localizado no Carmo para acompanhar o resultado da parceria entre a Secretaria de Educação e o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA). A abertura do evento contou com apresentação de fantoches contando a história da Biblioteca e também show do grupo Kanteatro (formado por alunos do Sagrado Coração).

“Fomos convidados pela Prefeitura de Olinda, através da Secretaria de Educação, e aproveitamos para focar no carnaval, com orientações sobre uso de drogas, álcool, proibição de compra de bebida por menores, como a questão de desaparecimento, já que no carnaval muitos jovens se perdem de seus responsáveis. Onde procurar, qual órgão, qual segurança pública estará à disposição. Também abordamos turismo sexual”, disse a gestora em exercício do DPCA, Kelly Luna.

De acordo com Lívia Álvaro, coordenadora do Núcleo de Articulação à Prevenção da Violência nas Escolas do município, esse trabalho é muito importante para os jovens da cidade, porém tem sido comum nos últimos meses na Marim dos Caetés.

“A gente vem com esse trabalho desde 2019 e estamos dando uma abertura a esse evento, mas temos ações contínuas em nosso município. Trabalhamos a prevenção à violência, sobretudo uma construção de uma cultura de paz dentro de nossas escolas. Temos parcerias com o DPCA, Guarda Civil de Olinda, Promotor Fenelon, tudo isso faz parte de um conjunto que visa trazer melhores condições para os alunos e professores”, explicou Lívia.

Para a aluna Amanda Vitória, do nono ano da Escola Duarte Coelho, a forma que o assunto foi debatido, de forma leve e bem humorada, facilitou o aprendizado. “Muita coisa que eu não sabia passei a entender hoje. A forma lúdica, criativa, foi bem legal. Achei interessante a iniciativa e vou compartilhar esse aprendizado com outros colegas”, comentou a menina de 14 anos.

%d blogueiros gostam disto: