Notícias

Bicas seculares são reinauguradas no Sítio Histórico de Olinda

Equipamentos voltam a fazer parte do roteiro turístico da Cidade Patrimônio

Publicado por: Redação da Secom, em: 11/12/18 às 13:30

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, entregou nesta terça-feira (11.12), a requalificação das três bicas centenárias, localizadas no Sítio Histórico. Após 15 anos de abandono, as fontes integrantes do patrimônio e da memória afetiva da cidade foram revitalizadas. A iniciativa é fruto de uma parceria do município com o Governo Federal, com investimentos na ordem de R$ 227 mil. O trabalho incluiu a reforma geral das áreas frontais e pisos, além de drenagem, pintura, nova iluminação e a instalação de filtros especiais para tratamento da água, que agora passa a ser potável e fica à disposição da população.

As bicas de São Pedro, do Rosário e dos Quatro Cantos, datam do início do século XVI, tendo assistido a todo o crescimento do município. Os equipamentos agora voltam a servir os moradores, resgatando também a sua função social. O prefeito destacou a importância das peças. “Após tantos anos maltratadas e sem qualquer serventia, nós temos a alegria de entregar as bicas para os olindenses e todos aqueles que nos visitam. São locais pelos quais a população tem muito carinho e que promovem um resgate do nosso passado”, disse o Professor Lupércio.

A superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artistico Nacional em Pernambuco (IPHAN), Renata Borba, também participou do encontro e falou sobre a sua relevância. “Trata-se do resgate cultural de um bem que pertence a todos nós”, disse. Pelo projeto, executado pela Prefeitura de Olinda, as fontes receberam filtros dosadores de cloro, permitindo que a água seja tratada e adequada para a utilização. O convênio faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), voltado para o segmento das cidades históricas.

Conforme o secretário de Patrimônio e Cultura de Olinda, João Luiz, além do trabalho de manutenção do município, as bicas carecem da conscientização das pessoas para não pichar, jogar lixo e manter sempre o ambiente bonito, convidativo e funcional”, ressaltou. A programação de reabertura contou com o lançamento do livro “Conservação e Restauração das Bicas Públicas de Olinda”, assinado pela urbanista e pesquisadora do tema, Vânia Avelar.

Texto: Marcílio Albuquerque / Fotos: Alice Mafra

%d blogueiros gostam disto: