Notícias

Camarote da Acessibilidade é sucesso no Carnaval de Olinda

Camarote funcionou do sábado até a terça-feira de Carnaval, e garantiu uma folia segura para as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida

Publicado por: adminolinda, em: 04/03/15 às 15:50
Camarote funcionou na Praça do Carmo durante os quatro dias de Carnaval. Foto: Diego Galba/Pref.Olinda

Foto: Diego Galba/Pre.Olinda

Um espaço democrático, onde a pessoa com deficiência ou de mobilidade reduzida possa brincar o Carnaval de forma saudável e segura. Esse é o Camarote da Acessibilidade onde cerca de 500 pessoas – entre pessoas com deficiência e idosos com ou sem mobilidade reduzida –  foram atendidas durante a folia em 2015. O espaço é oferecido aos foliões pela Coordenadoria da Pessoa com Deficiência da Secretaria Executiva da Mulher e dos Direitos Humanos, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos de Olinda.

Com capacidade de acomodação para 200 pessoas, banheiro acessível, equipe técnica responsável pelo acolhimento e acompanhamento, além de equipe de segurança, o Camarote da Acessibilidade foi procurado por usuários com diversos tipos de deficiência e, em se tratando do Carnaval de Olinda, diversas nacionalidades.

Funcionando desde a tarde do Sábado de Zé Pereira e no horário das 10h às 17h nos três dias da Folia de Momo, o Camarote da Acessibilidade acolheu uma média de 120 usuários por dia mediante inscrição prévia por telefone ou pela internet e, no caso dos visitantes, inscrição feita na hora.

O ritual de acolhimento incluía pulseira para usuárioe e acompanhante, lanche saudável, água, refrigerante, sucos naturais e orquestra de frevo mantendo elevada a animação dos usuários, quase todos fantasiados.

Entre os visitantes, o Camarote da Acessibilidade recebeu duas pessoas portadoras de surdez e um casal de idosos de nacionalidade francesa, uma idosa espanhola, além de Bernardo Klisman, da Superintendência Estadual de Assistência à Pessoa com Deficiência (SEAD).

A equipe de acolhimento do Camarote da Acessibilidade foi composta por 14 servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, além de funcionários da Guarda Municipal.

%d blogueiros gostam disto: