Notícias

Cantata de Natal do CEMO faz apresentação no Teatro Guararapes

O espetáculo, que reúne mais de 200 vozes infantis, é gratuito e acontece no próximo sábado (22), às 15h. A apresentação conta com a presença do músico francês Jasmin Martorell

Publicado por: Secom, em: 20/12/12 às 17:36
Banda Sinfônica do Cemo também se apresenta na Cantata. - Foto: Hilton Leão.

Banda Sinfônica do Cemo também se apresenta na Cantata. – Foto: Hilton Leão.

A Cantata de Natal preparada pelo Centro de Educação Musical de Olinda vem crescendo em qualidade e público e, este ano, acontece no Teatro Guararapes. A apresentação, que é composta por mais de duzentas vozes infantis, de estudantes de escolas municipais da cidade e de grupos de coros do CEMO, é gratuita e está marcada para começar às 15h, do próximo sábado (22).

O Musical traz como tema O Natal de Olinda nos Quatro Cantos do Mundo e promete cantar e encantar o público com apresentações da Banda Sinfônica do CEMO, do grupo Pequenos Cantores de Olinda – com repertório de músicas clássicas natalinas em francês, italiano, alemão e espanhol – além do grande Coro Infantil das Escolas Municipais, que vai trazer canções da cantata Natal Brasileiro.

Para preparar o grupo, os professores de música das escolas, monitores de canto coral do Programa Mais Educação e professores de música do CEMO, contaram com capacitação extra ministrada pelo músico francês Jasmin Martorell, no inicio do segundo semestre. Jasmin estará de volta ao Brasil para prestigiar o evento.

Os alunos das escolas municipais vêm sendo preparados por intermédio do Programa Mais Educação desenvolvido na cidade. A primeira apresentação das crianças em um palco aconteceu ano passado no I Encontro de Coros das Escolas Municipais, realizado no Teatro Beberibe. De acordo com a diretora do Cemo, Anaide da Paz, foi um momento ímpar para os estudantes. “A participação das crianças numa apresentação de porte maior só reforça a qualificação do trabalho. Iniciamos despertando o gosto musical, agora trabalhamos no aperfeiçoamento e profissionalização”, concluiu.

%d blogueiros gostam disto: