Notícias

Cartilha de Educação Patrimonial é lançada em Olinda

A produção tem por objetivo a sensibilização de crianças para as ações de preservação do patrimônio material e imaterial.

Publicado por: adminolinda, em: 16/06/15 às 17:30

estudo-portal-Cartilha-de-Educação-Patrimonial-17-06-15Será lançada, a partir das 8h, desta quarta-feira, 17, o volume 1 de uma cartilha de educação patrimonial, produção voltada para crianças, que tem por objetivo educá-las para a preservação do patrimônio material e imaterial. A cartilha é fruto das ações do Grupo de Educação Patrimonial de Olinda e nesta primeira edição faz uma homenagem ao artista plástico Bajado.

Na ocasião, cerca de 70 crianças, entre oito e 12 anos, do Colégio Duarte Coelho, farão uma visita à casa do artista plástico e depois ao Palácio dos Governadores (sede da Prefeitura) onde terão oportunidade de conferir as telas do pintor que se encontram em exposição fixa no local. Após isso, o grupo segue para o Laboratório de Restauro da cidade, onde receberá as cartilhas e assistirá a uma explicação sobre o tema.

A cartilha, que foi criada para ser colorida pelas próprias crianças, mostra a visita de Nepo (personagem infantil) à Olinda: “a cartilha conta a história de Nepo, que num passeio por Olinda encontra Bajado e então eles resolvem fazer um tour pela cidade. A partir daí, Bajado vai explicando quem ele é, o que é patrimônio e por que ele tem que ser preservado”, explicou Húrika Andrade, representante do Grupo de Educação Patrimonial da cidade.

Plano Municipal de Educação Patrimonial – Com a criação do Grupo de Trabalho de Educação Patrimonial de Olinda – GTEP, em 2011, foi elaborado, junto com a sociedade, o Plano de Educação Patrimonial de Olinda (PMEP). Moldado a partir do Plano Nacional do mesmo tema, o projeto foi aprovado em audiência pública em novembro de 2013 e possui diretrizes e metas que vão de curto, médio e longo prazo com o objetivo de ampliar o debate e a participação da comunidade envolvida na educação patrimonial. O plano foi elaborado com o intuito de nortear a política pública no município, e se apresenta como resultado de um processo democrático que visa contribuir e criar ferramentas para a inclusão do cidadão olindense na discussão ampla e crítica acerca do seu Patrimônio Cultural.

%d blogueiros gostam disto: