Notícias

Casas em área de risco são desocupadas em Jardim Fragoso

Imóveis ficam na Rua Luzinete Santos de Santana, na comunidade do Alto da Bela Vista. Famílias foram cadastradas no Auxílio Moradia e receberam apoio na retirada dos pertences

Publicado por: Secom, em: 19/07/13 às 21:11
Caminhões da Prefeitura ajudaram na retirada dos pertences dos moradores. - Foto: Toni Santana/Pref.Olinda

Caminhões da Prefeitura ajudaram na retirada dos pertences dos moradores. – Foto: Toni Santana/Pref.Olinda

Aproximadamente 20 casas começaram a ser desocupadas, na manhã desta sexta-feira (19), na comunidade do Alto da Bela Vista, bairro de Jardim Fragoso. A ação, encabeçada pela Diretoria de Defesa Civil de Olinda, tem por objetivo resguardar a vida dos moradores da área, uma vez que os imóveis ficam no alto de uma barreira. A Prefeitura forneceu caminhões e equipes para auxiliar na remoção dos pertences de cada uma das famílias.

A Rua Luzinete Santos de Santana é considerada área de risco pela Defesa Civil de Olinda. Por isso, é mantida em constante vigilância pelo órgão. Em 2010, um deslizamento de terra foi registrado na comunidade e no quintal das casas já é possível perceber o piso inclinado, representando perigo para a vida dos moradores.

Entre esses populares está Resolinda Maria de Carvalho (56), que residia numa das casas desocupadas. Ela foi cadastrada no Auxílio Moradia, concedido pela Prefeitura de Olinda, e recebeu o apoio de equipes da Defesa Civil para retirar seus móveis. “Ontem, eu consegui uma casa para alugar em Ouro Preto. Estou indo para lá, agora, mas volto para ajudar meus companheiros”, disse ela ao entrar no caminhão que levou seus pertences.

Cleison Pereira, procurador de Olinda, acompanhou a ação e informou que a iniciativa é uma medida administrativa para resguardar a vida dos moradores que vivem na área de risco. Segundo ele, todas as famílias foram notificadas e estão cientes da iniciativa. A diretora de Defesa Civil de Olinda, Jalmira Gonçalves, disse que os populares retirados dos imóveis receberão todo o apoio possível e, aqueles que não tiverem para onde ir, serão colocados em um abrigo.

A desocupação acontecerá até o próximo domingo quando todos os moradores devem deixar os imóveis. A partir daí, as casas serão demolidas para evitar o peso sobre o solo encharcado. A Secretaria de Obras iniciará, então, estudos para melhorar o sistema de drenagem na área.

Veja mais

 

%d blogueiros gostam disto: