Notícias

Controle Urbano inicia cadastro de comerciantes para o carnaval

Iniciativa tem por objetivo ordenar o comércio de alimentos e bebidas nas ruas do Sítio Histórico durante os quatro dias da Folia de Momo

Publicado por: Secom, em: 23/01/15 às 18:17

estudos-portal-cadastro-de-comerciantes-27--01-15A Secretaria de Planejamento e Controle Urbano de Olinda inicia, na próxima terça-feira (27), o cadastramento dos comerciantes que desejam trabalhar nas ruas do Sítio Histórico durante o Carnaval. O atendimento acontece nos turnos da manhã e tarde, na sede do órgão municipal. No local, outras instituições parceiras estarão dando as orientações necessárias para uma folia tranquila e segura.

A prioridade no cadastro é para aqueles que já comercializaram bebidas e alimentos no carnaval de 2014. Estes devem comparecer à Secretaria de Planejamento e Controle Urbano de 27 a 30 de janeiro, das 09h às 12h ou das 14h às 17h. Já aqueles que irão trabalhar pela primeira vez durante os quatro dias da Folia de Momo, o atendimento acontece de 03 a 06 de fevereiro nos mesmos horários.

Para se cadastrar é preciso levar original e cópia da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além de uma foto 3×4. A taxa pela utilização do solo varia de acordo com o tamanho do empreendimento. Por exemplo, as barracas de 3mx3m, geralmente cedidas pela cervejaria que patrocina o Carnaval na cidade, ocupam um espaço maior na calçada. Por isso, o interessado neste tipo de comércio pagará o valor de R$ 514,95.

Já espaços menores, medindo cerca de 2mx1m (tabuleiro, carro de mão, isopor), tem o custo de R$ 159,58. Os moradores que desejarem utilizar as portas e janelas das casas como ponto de comércio devem pagar uma taxa de R$ 289,33.

SEGURANÇA – agentes das secretarias municipais de Saúde, Políticas Sociais e da Celpe também estarão na sede da Secretaria de Planejamento e Controle Urbano do Olinda participando do cadastramento dos comerciantes. O objetivo das parcerias é orientar as pessoas para as normas de segurança necessárias no manuseio de bebidas e alimentos, além de instalações elétricas nas barracas.

“O nosso foco é ordenar o comércio durante o Carnaval para que não só os comerciantes possam trabalhar com tranquilidade, mas para que blocos, agremiações e o próprio folião possam brincar com segurança. Por isso, vamos ficar atentos às condições de higiene e validade dos alimentos que serão vendidos, não serão permitidas bebidas em vasilhames de vidro e as instalações elétricas serão todas conferidas para que não haja nenhum curto circuito, blackout ou mesmo princípio de incêndio”, concluiu o diretor de licenciamento da Secretaria de Planejamento e Controle Urbano, Alex Caldas.

Serviço:

Cadastro de comerciantes para o Carnaval
Secretaria de Planejamento e Controle Urbano de Olinda
Estrada do Bonsucesso, 306
Bairro do Bonsucesso

%d blogueiros gostam disto: