Notícias

Convênio entre Prefeitura de Olinda e Senac certifica 180 pessoas

Iniciativa deve profissionalizar um total de 700 olindenses

Publicado por: Wladimir Paulino, em: 10/03/20 às 12:20

Foto: Marconi Meireles/PMO.

Cento e oitenta cidadãos olindenses, entre homens e mulheres, receberam os certificados de nove cursos, resultado de um convênio entre a Prefeitura de Olinda e o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), nesta terça-feira (10.03), no auditório do Palácio dos Governadores, no Sítio Histórico. A iniciativa é capitaneada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos e teve investimento de R$ 332 mil.

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, ressaltou que até o fim do convênio, a expectativa é de capacitar mais de 700 pessoas e esse tipo de iniciativa é algo que vai além do próprio aluno. “É um resgate da autoestima da pessoa e isso também se estende aos familiares. A gente sente muito orgulho de ver esse sorriso estampado no rosto deles”, ressaltou.

Foi exatamente o resgate dessa autoestima que a formanda do curso de cabeleireiro, Altamira de Lima, destacou em seus agradecimentos. Sofrendo de depressão, resolveu entrar no curso e, com o apoio dos professores, superou todos os problemas.“Eu nem sabia pegar direito numa escova e hoje, quem alongou meu cabelo, fui eu mesma. Hoje não uso mais nenhum medicamento antidepressivo”, relatou.

Para o secretário de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, Odin Neves, a formatura é o início de uma nova trajetória. “É uma nova perspectiva para vocês sonharem com a independência econômica”, disse. A gerente do SENAC, Jeane Arruda, fez coro às palavras de Odin. “A semente foi plantada e ela vai germinar com novas oportunidades”, pontuou.

Cursos

Os formandos desta terça-feira se capacitaram para os seguintes cursos: Customização de Camisetas; Cuidador Infantil; Cuidador de Idoso; Corte e Escova; Promotor de Vendas; Barbeiro; Técnicas Básicas de Porteiro; Cabeleireiro Assistente e Alongamento de Cílios. Os cursos começaram em novembro e terminaram em fevereiro.

Mais dez turmas estão em processo de execução, com ênfase para a alimentação até o fim deste ano. Os interessados precisam ter, no mínimo, 16 anos, e preencher os pré-requisitos para o curso pretendido.

As inscrições são feitas nos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), das 7h às 17h.

%d blogueiros gostam disto: