Notícias

Coronavírus: é preciso atenção especial para evitar casos de violência contra crianças e adolescentes durante a quarentena

As ocorrências podem serdenunciadas de forma anônima pelo Disque 100

Publicado por: Redação da Secom, em: 29/04/20 às 9:59

Estamos passando por um momento inimaginável. Aulas suspensas, a maioria dos trabalhos presencias se tornaram home office, ou seja, as rotinas das famílias mudaram muito por causa do Novo Coronavírus. Nesse cenário de isolamento social também podem ocorrer casos de violência contra crianças e adolescentes. Por isso, a população precisa estar alerta para denunciar esses fatos.

Nesse momento de quarentena os órgãos que integram a Rede de Proteção de crianças e adolescentes da cidade de Olinda estão funcionando para garantir a defesa dos meninos e meninas.

Os casos de violências podem ser denunciados de forma anônima pelos canais do Disque 100. Ele tem três canais de atendimento. Por telefone, basta discar 100 (diariamente das 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados). Também é possível fazer as denúncias com a mesma segurança e rapidez por meio do aplicativo Proteja Brasil (disponível no Google Play e na App Store) ou por meio do site Humaniza Redes. Em casos de emergência, a Polícia Militar pode ser acionada pelo 190.

Todo e qualquer tipo de agressão contra criança e adolescente é considerado crime no Brasil, sendo ela corporal, sexual ou psicológica. Conforme Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência. Qualquer situação atípica deve ser denunciada.

%d blogueiros gostam disto: