Notícias

Educação de Olinda adere ao programa Criança alfabetizada

Objetivo é alfabetizar crianças até os sete anos de idade

Publicado por: Redação da Secom, em: 16/07/19 às 13:47

Por Bárbara Lustosa

Quanto mais elevado o índice de alfabetização, maior será o repasse do ICMS Ambiental para os municípios que compõem o estado de Pernambuco. Esse será o foco do Programa Criança Alfabetizada, lançado nesta segunda-feira (15.07), no Palácio do Campo das Princesas, pelo governador Paulo Câmara. O secretário de Educação, Esportes e Juventude de Olinda, Paulo Roberto Souza Silva, esteve na solenidade e já assinou o termo de adesão ao projeto, criado através de lei. A iniciativa tem como objetivo sensibilizar os municípios no sentido de promoverem políticas públicas capazes de alfabetizar crianças até os sete anos de idade.

“Estamos avançando rumo ao ideal, pois investir em educação é investir no futuro. A Educação de Olinda é prioridade na gestão do prefeito Professor Lupércio. Recuperamos escolas e creches, unidades estão em reforma, temos investido mais na merenda escolar. Com esse Programa Criança Alfabetizada, o governador irá beneficiar muito as nossas crianças, dando possibilidade para que o ensino fundamental prepare melhor nossos alunos”, disse o secretário Paulo Roberto Souza Silva.

Com essa nova legislação, a expectativa do Governo é beneficiar cerca de 330 mil crianças nas escolas públicas de ensino fundamental. O decreto que regulamenta o Índice de Desenvolvimento de Educação (IDE) também foi assinado, durante o evento, pelo governador Paulo Câmara. O índice é a forma do governo acompanhar a evolução dos estudantes, premiando as melhores escolas e auxiliando as que encontram dificuldades. Atualmente, a participação da educação no repasse é de 3% e o programa prevê aumento escalonado até 18%, em 2025.

PARCERIA – Através do convênio, o governo estadual vai fornecer aos municípios material complementar e de apoio pedagógico para a alfabetização. O programa prevê também formação continuada para os gestores das escolas, coordenadores pedagógicos e professores que atuam na pré-escola e alfabetização.

Para a gestão do Criança Alfabetizada, o Estado vai ofertar bolsas para os coordenadores do programa nos municípios. Além disso, as cidades que aderirem vão selecionar dois profissionais para serem formadores, sendo um para a pré-escola e outro para os 1º e 2º anos. Os formadores serão capacitados para realizar as ações com os professores da rede municipal.

Foto: Bárbara Lustosa/ Prefeitura de Olinda

Foto: Bárbara Lustosa/ Prefeitura de Olinda

 

%d blogueiros gostam disto: