Notícias

Educação de Olinda ganha suporte técnico da Fundação Lemann e a Imaginable Futures

Trabalho foca na aplicação de atividades remotas por causa do Novo Coronavírus

Publicado por: Redação da Secom, em: 15/04/20 às 17:53
Por: Pattricia Viviane / Secretaria de Educação

Olinda está entre as cidades que foram selecionadas para receber suporte técnico ao longo de dois meses (com possibilidade de renovação) da Fundação Lemann, Imaginable Futures e Sincroniza Educação. As três instituições irão desenvolver atividades focadas na prevenção ao Novo Coronavírus, com objetivo de fortalecer a aprendizagem dos estudantes no período em que se encontram fora das escolas, estruturando e viabilizando ações de ensino remoto.

A proposta foi apresentada nesta quarta-feira (15.04), durante uma videoconferência. A reunião, de forma remota, teve as participações do secretário municipal de Educação, Esportes e Juventude, Paulo Roberto Souza Silva, da secretária executiva de Programas e Políticas Educacionais, Edilene Soares, do engenheiro de software e criador do aplicativo digital, Tércio Cavalcanti, da assessora jurídica, Márcia Amália Cunha e da diretora de Ensino, Leydejane Neves.

De acordo com a coordenadora de projetos da Sincroniza Educação (empresa responsável pela implementação), Cidelma Anes, o suporte será personalizado conforme o cenário e as necessidades específicas de cada rede. Ela enfatizou também que o planejamento das atividades será feito com o engajamento das equipes do Programa Sincroniza e da Rede Municipal de Olinda. Para a programação de dois meses, os membros da Diretoria de Ensino da cidade terão a missão de estudo, de revalidação do diagnóstico e das condições da rede, e também de planejar as atividades do ensino remoto (co-construção ou finalização de planejamentos já iniciados, ou seja, a curadoria de conteúdos pedagógicos, analógicos e digitais). A diretoria também fará o acompanhamento e aprimoramento das iniciativas em curso junto com a sistematização e divulgação das ações, facilitando o compartilhamento de práticas efetivas com o

Durante a reunião, a equipe abordou temas como: a garantia das 800 horas-aula e da aprendizagem das crianças; o retorno às aulas; a saúde mental da família, dos estudantes e dos professores nesse período de isolamento.

Para o secretário Paulo Roberto Souza Silva é fundamental garantir a saúde e a segurança dos alunos, do corpo docente e do pessoal administrativo das escolas.

De acordo com a secretária executiva de Programas e Politicas Educacionais, Edilene Soares, responsável pela parte pedagógica da rede, “nenhum aluno ficará para trás. Cuidaremos ao máximo para garantir acesso a oportunidades de obter conhecimento. Sabemos que a aprendizagem remota não é solução, mas é política de redução de danos e devemos considerar neste período”.

%d blogueiros gostam disto: