Notícias

Educação lança edição 2011 da Brigada Paulo Freire

A Brigada visa mobilizar a sociedade civil e instituições públicas e privadas pela alfabetização de jovens e adultos a serem atendidos no Programa Brasil Alfabetizado

Publicado por: adminolinda, em: 06/06/11 às 9:43
Paulo Freire - Foto: revistaraiz.uol.com.br

O educador Paulo Freire destacou-se por seu trabalho no combate ao analfabetismo - Foto: revistaraiz.uol.com.br

Em busca do apoio social para diminuir o índice de analfabetismo na cidade, Olinda inicia nova etapa do Programa Federal Brasil Alfabetizado e lança edição 2011 da Brigada Paulo Freire. A abertura acontece nesta segunda-feira (06), das 17h às 21h, na “Casa da Praça”, em Bairro Novo. A meta esse ano é atender cerca de quatro mil olindenses.

Após o evento, a Secretaria de Educação do município vai intensificar as ações de divulgação e cadastramento de alunos. A sociedade já pode ser parceira da Brigada indicando alunos, cedendo espaços para desenvolvimento das aulas, doando material, entre outras.

“Para superar o analfabetismo, é necessário o esforço de toda a sociedade, além das instituições escolares básicas e superiores. Precisamos contar também com as empresas privadas e as Organizações Não-Governamentais (ONGs), sindicatos, associações profissionais e movimentos organizados, garantindo-se, no entanto, o financiamento das ações pelo poder público, tornando realidade o preceito constitucional, que garante a todos o acesso á educação”, ressalta a chefe da divisão de EJA, Jaciara França.

Ainda de acordo com Jaciara, desde 2001 Olinda vem colocando o combate ao analfabetismo como uma das prioridades da política educacional do município. Dados do último Censo do IBGE (2001) apontavam que 26.839 olindenses com mais de 15 anos ainda se encontravam analfabetos, o que significa 9,93% da população total da cidade nessa faixa etária.

Jaciara explica que em 2003, o trabalho de combate ao analfabetismo ganhou força com o Programa Federal Brasil Alfabetizado. “A partir daí, somamos esforços e já alcançamos mais de 23 mil jovens e adultos atendidos pelo Programa e pelas turmas regulares das escolas municipais”, comemora.

O combate ao analfabetismo em Olinda prevê, ainda, a continuidade da educação dos alfabetizados, nas turmas regulares de EJA da rede municipal. “Nesse contexto é indispensável pensar a educação como um processo contínuo, que vá além alfabetização, e que possa dotar a população trabalhadora e o contingente de desempregados, de instrumentos indispensáveis para o exercício da cidadania e para a ampliação da capacidade de perceber o mundo e nele influir”, complementa. Para mais informações sobre como colaborar, entrar em contato com a divisão de Educação de Jovens e Adultos de Olinda pelos fones: 3305.1096/1098.

%d blogueiros gostam disto: