Notícias

Educação realiza formação sobre cultura Afro-Indígena

Evento, que acontece nos dias 12 e 13 no auditório da Secretaria de Educação, promove discussão sobre as leis 10.639/03 e 11.465/08

Publicado por: adminolinda, em: 08/04/10 às 15:17
Maracatu Estrela Brilhante

O maracatu é uma das riquezas da cultura afro de Olinda. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

A inclusão do ensino da história e da cultura afro e indígena nas escolas públicas do país estará em discussão na próxima segunda (12) e terça (13), na Formação Continuada realizada pela Secretaria de Educação. O evento, nomeado Semana da Consciência Afro Indígena acontece no auditório Nelson Correia, rua 15 de novembro, 184.

Durante a formação serão realizadas palestras e oficinas com base no tema “Pensando e Propondo a Implementação das Leis 10.639/03 e 11.465/08”. As palestras serão proferidas pelo coordenador do Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Jorge Arruda.

A formação é voltada para coordenadores pedagógicos, monitores e professores da rede e acontecerá em três horários opcionais, manhã 8hs/12hs, tarde 14hs/18hs e noite 19hs/22hs. “Nosso compromisso é o reconhecimento da história e da contribuição da população negra à sociedade brasileira”, ressaltou a chefe da divisão de Educação Inclusiva da Secretaria de Educação de Olinda, Egline Galdino.

LEIS – A Lei nº 11.465/08, sancionada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e publicada no Diário Oficial da União em 11 de março, torna obrigatório o estudo da história do povo indígena no Brasil que deve ser incluído no currículo escolar. A lei altera um artigo da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e substitui a Lei nº 10.639/03, que já previa a inclusão da temática afro-brasileira nos currículos das redes de ensino. De acordo com a nova lei, todas as disciplinas, especialmente história, geografia e literatura, devem incorporar a contribuição dos negros e indígenas à cultura brasileira.

%d blogueiros gostam disto: