Notícias

Escolas Municipais recebem equipe para realização de teste rápido de Filariose

O ICT, diferentemente do exame de gota espessa (fura dedo), é rápido, pode ser feito a qualquer hora e o resultado sai em apenas 10 minutos. O teste é realizado pela Equipe do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães

Publicado por: adminolinda, em: 06/11/09 às 8:49

Filariose

A Secretaria de Saude de Olinda, em parceria com o Serviço de Referência Nacional em Filariose – Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM),  realizou no mês de novembro teste de imunocromatografia rápida (ICT card test), exame que se baseia na pesquisa de antígenos filarial circulante, na Escola Municipal no Alto do Sol Nascente.

O ICT, diferentemente do exame de gota espessa (fura dedo), é rápido, pode ser feito a qualquer hora e o resultado sai em apenas 10 min. A coleta de sangue para o teste ocorreu em 300 crianças de 2 a 6 anos que residem na área há no mínimo três anos ou desde o primeiro tratamento coletivo. A Organização Pan-Americana de Saúde recomenda que para iniciar ou finalizar um tratamento coletivo deve-se realizar exames em crianças, pois se estas forem positivas é sinal que a transmissão está ativa na área.

A equipe também realizou exames em 700 crianças da Escola Municipal de Sapucaia, no turno da noite.

FILARIOSE – A Filariose é uma doença causada por um parasito (Wuchereria bancrofti) que é transmitido através da picada da muriçoca (Culex quinquefasciatus). A doença prejudica bastante a vida das pessoas, pois, causa inchaço ou deformidade nas pernas, braços, órgãos sexuais e mamas, que podem comprometer a locomoção, a vida sexual e a atividade no trabalho. O ciclo da transmissão tem início quando a muriçoca pica uma pessoa infectada e depois pica e transmite a Filariose para uma pessoa saudável.

%d blogueiros gostam disto: