Notícias

Estudantes do CEMO têm aulas de música de forma online durante a pandemia

WhatsApp é a principal ferramenta utilizada no processo

Publicado por: Wladimir Paulino, em: 21/05/20 às 11:27

Foto: Pixabay.

Por Pattrícia Viviane

Devido à pandemia ocasionada pelo Novo Coronavírus, as aulas de música para os estudantes do Centro de Educação Musical de Olinda – CEMO, da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Juventude não ficaram estacionadas.  Vários professores aderiram a forma online e estão se conectando com os músicos mirins por meio de grupos de Whatsapp. Uma vez por semana os professores de História da Música, Iniciação Musical, Teoria Musical, Harmonia, Flauta Doce, Violão, Piano e muitas outras  enviam vídeos para os estudantes e recebem o retorno após a conclusão de cada tarefa.

As aulas de formação musical virtualmente tem alcançado mais de 60% dos 520 estudantes matriculados no CEMO, entre eles estão as crianças de 6 a 12 anos, do professor de musicalização infantil, canto coral e flauta doce, Dennis Anderson. “Optei por tornar mais lúdicos os conteúdos no entendimento de que a Educação Musical neste contexto ganha uma dimensão mais ampla e, não só na aprendizagem mas também na forma de acalentar o coração e levar um pouco de alegria para os meus pequenos que estão mantendo firmes em casa, aguardando o abrandar da situação mundial, se divertindo e aprendendo como esta forma de que o CEMO encontrou para mantermos nossas aulas ativas. Receber mensagens de que eles estão gostando dos nossos conteúdos e se animando com eles foi o que mais me motivou a continuar e produzir materiais cada vez melhor”, pontuou o professor.

Para o secretário de Educação, Esportes e Juventude de Olinda, Paulo Roberto Souza Silva, “experiências como as dos professores do CEMO, que buscam atividades e conteúdos online são novas, diferentes e inquietantes, especialmente, nesse período complicado que estamos vivendo. Mas,  a possibilidade de buscar novas práticas e incentivar nossas crianças a desenvolverem uma autononia sozinhas o próprio processo é enriquecedor na educação do munícipio de Olinda”.

“Tem sido um desafio para nós que somos acostumados com o contato, olho no olho e a presença das crianças para cuidarmos de cada detalhe do aprendizado. Mas estamos nos reinventando e não vamos parar de dar aos estudantes a capacitação que eles sonham. Não vamos deixar nenhum para trás”, ressaltou o diretor do CEMO, o músico Wilson Soares.

%d blogueiros gostam disto: