Notícias

Ex-catadores de Aguazinha encerram primeiro módulo dos cursos de capacitação

Os cursos fazem parte do Projeto Meu Futuro, criado para reinserir no mercado de trabalho os catadores do antigo aterro de Aguazinha

Publicado por: Secom, em: 31/03/11 às 15:23
Ex-catadores de Aguazinha participam do Projeto Meu Futuro. Foto: Ádria de Souza/ Pref.Olinda

Ex-catadores de Aguazinha participam do Projeto Meu Futuro. Foto: Ádria de Souza/ Pref.Olinda

Homens e mulheres, ex-catadores do aterro desativado de Aguazinha, encerram nesta quinta-feira (31) o primeiro módulo dos cursos de capacitação do projeto Meu Futuro. A ação, organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos de Olinda (SDSCDH), beneficia cerca de 100 pessoas, entre 18 e 55 anos, que viviam da renda obtida como catadores de lixo.

O primeiro módulo durou dois meses e os alunos tiveram aulas de cidadania e formação técnica geral, compreendendo os seguintes temas: marketing pessoal, relações humanas, direitos do trabalhador, marketing pessoal e empreendedorismo. O coordenador pedagógico do projeto, Eudes Coutinho, destaca o total envolvimento dos alunos com o projeto, verificado através da assiduidade, baixa desistência e, principalmente, o empenho e preocupação com o futuro.

A expectativa da equipe pedagógica para o segundo módulo é que os alunos mantenham a mesma assiduidade. “Com a qualificação obtida, esperamos que eles consigam ser absorvidos pelo mercado de trabalho de forma digna e longe da realidade que existia no aterro”, observa Coutinho. O segundo módulo será de aulas práticas e acontecerão nos meses de abril e maio. A formação será nas áreas de limpeza e conservação, com cursos de limpeza de pátios e terrenos, jardinagem, limpeza e conservação de praças e vias; serviços domésticos, por meio dos cursos de porteiro, cuidador de idosos, passador de roupas, cuidados de crianças; e construção, reparo e instalações, com as atividades de pintor e pedreiro.

As aulas acontecem três vezes por semana nas Escolas Guiomar Barbosa, em Sapucaia, e na Escola Joana Sena, em Aguazinha.  Os alunos que comparecem a 75% das aulas recebem uma cesta básica por mês, além de alimentação antes das aulas e ajuda de custo para transporte, neste caso destinado às gestantes e aos que moram distante das escolas. No encerramento deste primeiro módulo haverá uma pequena confraternização e um orador de cada turma fará um breve relato da experiência.

Ao fim do curso, os alunos serão encaminhados à Secretaria de Obras para cadastro e possível inserção em trabalhos realizados pela secretaria. Como já existe nova demanda de interessados pelos cursos oferecidos no projeto Meu Futuro, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, por meio da Secretaria Executiva de Políticas Sociais, providenciou novas inscrições para que os cursos se repitam em breve. As inscrições podem ser feitas em uma das escolas onde acontecem os cursos, das 18h30 às 21h30. É preciso levar algum documento de identificação. Os que não possuem, recebem orientação para retirada na Secretaria de Defesa Social. Outras informações pelo telefone 3429-6777.

%d blogueiros gostam disto: