Notícias

Festival Cena Brasil obteve público recorde em Olinda

Foi a 11° edição do evento, que aconteceu nos dias 07 e 08 de dezembro no Fortim do Queijo, no Carmo

Publicado por: Secretaria de Comunicação, em: 23/12/13 às 17:54
O grupo A Cocada trouxe uma musicalidade bem original, mostrando composições que falam de pescadores, mar, lua, sol, Iemanjá, amores e desilusões. Foto: Divulgação/Festival Cena Brasil

O grupo A Cocada trouxe uma musicalidade bem original, mostrando composições que falam de pescadores, mar, lua, sol, Iemanjá, amores e desilusões. Foto: Vinícius Rodrigues/Festival Cena Brasil

Nos dois dias de festival, um público estimado de 14 mil pessoas segundo a Polícia Militar de Pernambuco, invadiu o Fortim do Queijo, no Carmo, para ver as atrações que se apresentavam no palco montado.

O Cena Brasil foi vitrine para grandes atrações de shows musicais, Roda de Diálogos, Feira Social de Economia Criativa, Gastronomia de Terreiros, Rádio Cena Brasil 90,9 FM e Streaming Shows Cena Brasil, transmitindo em tempo real todo o festival.

Na tarde do sábado, 07 de dezembro, na Biblioteca de Olinda, o Cena Brasil realizou a Roda de Diálogos para iniciar o festival. O debate contou com a presença de mais de cem pessoas e o tema abordado foi ‘A Influência da África na Cultura Brasileira – Do Hip Hop à Cultura Popular’. No local houve grandes participações como Guitinho da Nação Xambá, George da Banda N’Zambi, o grupo de Rap Z’África Brasil, o Gerente de Cultura Afro Brasileira do Recife, Amauri Cunha, Napoleão de Assunção da Rádio Diálogos e membros representantes da Nação Hip Hop Brasil – PE.

O grupo paulista de Rap Z’África Brasil, se apresentou na noite de sábado, dia 07. Foto: Divulgação/Festinal Cena Brasil

O grupo paulista de Rap Z’África Brasil, se apresentou na noite de sábado, dia 07. Foto: Vinícius Rodrigues/Festinal Cena Brasil

A noite de do sábado, 07 de dezembro, inicia com a apresentação do tradicional afoxé de Pernambuco, o Ylê de Egbá trazendo alegria e beleza para representar o Encontro de Cultura. A Banda Maktub expõe letras versando o cotidiano urbano, proporcionando um som de qualidade e com bastante groove. A Banda Scenes marca presença em grande estilo com riffs nervosos, guitarras gritantes e distorções psicodélicas no palco Cena.

Continuando a festa o grupo musical Combo X veio com a proposta de expressar letras cotidianas e ritmos populares, na base de instrumentos de sopro e percussão, um verdadeiro laboratório de ritmos da cultura afro e brasileiros. A grande expectativa da noite do sábado, A grupo Z’África Brasil atiçou o verão olindense com muito Rap contagiante. Gaspar, MC Pitchô, Funk Buia e DJ Tano mostraram criatividade e originalidade aos expectadores do Festival Cena Brasil, comprovando porque hoje se posicionam ao lado dos maiores grupos de Rap no Brasil.

O público lotou o espaço, nos dois dias de festival. Foto: Divulgação/Festival Cena Brasil

O público lotou o espaço, nos dois dias de festival. Foto: Vinícius Rodrigues/Festival Cena Brasil

No domingo, 08 de dezembro, o Cena Brasil começou com a Banda Sinfônica do Centro Musical de Olinda (CEMO), exibindo um repertório bem eclético, da Bossa Nova de Vinícius de Moraes ao Forró Pé de Serra de Luiz Gonzaga. Em seguida Encontro de Samba veio com a confraria de três amantes do samba, Jorge Riba, Karynna Spinelli e Ely Peroais, os quais mostraram porque representam o gênero aqui em Pernambuco.

O grupo A Cocada trouxe uma musicalidade bem original, com vibração popular e ao mesmo tempo sofisticada, mostrando composições que falam de pescadores, mar, lua, sol, Iemanjá, amores e desilusões. Subiu ao Palco do Cena Brasil com a participação do ‘Encontro de Mestres’ composto por Dona Selma do Coco, Coco Raízes de Arcoverde, Mestre Arnaldo do Coco de Praia e Mestre Guitinho do Coco de Xambá.

A Banda Vertin Moura prosseguiu a festa expressando suas vivências artísticas através do rock, poesia e filosofia. Finalizando o Festival, o reggae original jamaicano e nordestino da Banda Vibrações, veio como um som vibrante e levou a participação ativa do público, numa apresentação memorável na cidade Patrimônio Histórico e Artístico da Humanidade.

%d blogueiros gostam disto: