Notícias

Fórum em Olinda debate exploração sexual

Evento faz parte do dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Publicado por: adminolinda, em: 19/05/11 às 14:04
Palestrantes debateram com público presente - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Palestrantes debateram com público presente - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Cerca de 250 pessoas participaram, na manhã desta quarta-feira(18), do Fórum que marcou o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O evento, organizado pela coordenação do núcleo de prevenção de acidentes e violência – NUPAV – de Olinda, foi realizado no auditório da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO), na PE-15, Jatobá.

Em Pernambuco, só nos quatro primeiros meses do ano, 447 crianças e adolescentes foram vítimas de algum tipo de crime sexual. O debate foi realizado no intuito de incentivar o combate a esses crimes. O Fórum contou com a presença da Secretária de Saúde Tereza Miranda e equipe. Participaram o representante da UNICEF, Salvador Soler, que falou sobre crimes de exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, o inspetor da PRF Eder Rommel, que abordou o mapeamento de pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes, e a coordenadora do Centro Interprofissional na Atenção a Crianças e adolescentes Vítimas de Violência (CRIAR), Alessandra Araújo, que falou da experiência do CRIAR – vara de crimes contra crianças e adolescentes, no combate a violência sexual.

Ainda dentro da programação, logo pela manhã, uma equipe de Redutores de Danos da Secretaria de Saúde de Olinda esteve no terminal Integrado de Passageiros da PE-15, Cidade Tabajara, onde realizou mobilização de panfletagem, no intuito de alertar a população sobre o assunto. O inspetor da PRF, Eder Rommel, também falou da estratégia de identificar os postos vulneráveis de exploração sexual de jovens, que é a de não divulgar onde realiza as ações. “pessoas frequentam o local para observar, quando há suspeitas de menores há ação e repressão”, afirmou. Churrascarias, postos de gasolina e bares, são os pontos mais propícios à exploração sexual.

Durante a palestra houve apresentação teatral sobre o combate à exploração sexual com grupo do Núcleo de Educação Permanente em Saúde(NEPS). Em seguida, começou o debate sobre o tema, que contou com a presença dos palestrantes e ainda participação de Ana Alice, representante do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Olinda (COMDAGO), Maria Luísa Duarte, representante da Rede de Combate ao Abuso de Crianças e Exploração Sexual, Marcelo Santa Cruz, vereador de Olinda, Maria das Graças, coordenadora Geral do Conselho Tutelar I e II, Cláudia Valladares, representante do GPCA,Drª Rejane Rodrigues Magalhães, representante da I Geres e Tereza Miranda, Secretária de Saúde. O público presente participou fazendo perguntas aos componentes da mesa de debate sobre os Crimes de Exploração sexual.

%d blogueiros gostam disto: