Notícias

Gestores fazem visita de monitoramento nas obras do Canal do Fragoso

Serviço tem participação das três esferas de governo

Publicado por: Secom, em: 16/09/19 às 14:30

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma das maiores obras em execução no município de Olinda conta com o monitoramento constante do prefeito, Professor Lupércio. Em uma vistoria no Canal do Fragoso, nesta segunda-feira (16.09), o gestor esteve acompanhado pelo presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras, Bruno Lisboa; e pelo deputado federal Augusto Coutinho (SD), que é coordenador da bancada pernambucana na Câmara Federal.

Na pauta, além do avanço da intervenção, que deve ter o primeiro trecho concluído no primeiro semestre de 2020, esteve a articulação dos presentes no intuito de captar recursos federais para a segunda etapa do projeto.

A obra é realizada pelo Governo do Estado. Nesta primeira etapa está sendo realizado o revestimento de 2,3 km do Canal do Fragoso e a construção de oito pontes, passando por bairros como Jardim Fragoso, Casa Caiada e Jardim Atlântico. A segunda será das proximidades da Pizzaria Atlântico até a Ponte do Janga.

Lupércio lembrou que a Prefeitura já está com máquinas e funcionários trabalhando na limpeza do segundo trecho do Canal do Fragoso. “É uma obra muito grande e que precisa contar com essa integração. Desde o início da nossa gestão estamos juntos neste trabalho que irá beneficiar e muito a vida dos olindenses”, afirmou.

A intenção é que a bancada federal pernambucana se una em prol da liberação de recursos, como explica Augusto Coutinho. “A gente sabe da importância desta obra e ao mesmo tempo do grande volume de investimentos que é preciso”, destacou.

A Prefeitura de Olinda também realiza o revestimento de 800 metros do Canal Bultrins/Fragoso. Com orçamento de R$ 13.136.215,77 do Ministério das Cidades e outros R$ 657.771,39 de contrapartida da Prefeitura de Olinda, a intervenção tem 12 meses como prazo para conclusão.

Bruno Lisboa afirmou que a conclusão deste primeiro trecho está prevista para o primeiro semestre de 2020. “É uma obra complexa, com muitas desapropriações, mas estamos evoluindo sempre nos trabalhos. Em breve estará tudo concluído”, frisou.

%d blogueiros gostam disto: