Notícias

Igreja da Sé aporta no Olinda em 360º

O serviço - um dos mais acessados do portal da Prefeitura - leva o internauta a fazer um mergulho nos pontos turísticos mais visitados da Cidade Alta

Publicado por: Secom, em: 08/06/11 às 11:10
Interior da Igreja da Sé. Foto: Gilberto Marcelino

Foto: Gilberto Marcelino

A famosa Igreja da Sé já pode ser vista no Olinda em 360º, uma experiência virtual que leva o internauta a fazer um mergulho nos pontos turísticos mais visitados da Cidade Alta. Lançado em março com cinco imagens, o serviço já conta com outras 10 imersões, sendo as últimas cinco lançadas nesta segunda-feira (06/06): Alto da Misericórdia, Convento de São Francisco (Cruzeiro), Convento de São Francisco (Igreja) e Convento de São Francisco (Claustro).

O Olinda em 360º é uma das páginas mais acessadas do portal da Prefeitura de Olinda – www.olinda.pe.gov.br – e traz para o século XXI construções de mais de 500 anos visitadas por turistas de todo o mundo, por meio de um conjunto de fotos muito bem encaixado de monumentos e localidades turísticas da cidade-patrimônio. Tudo em ultra-definição, com direito a navegar por todas as direções, céu e chão inclusive.

Cada imersão oferece, além das imagens de tirar o fôlego, informações turísticas que logo terão também versão em inglês. Há ainda a opção de fazer o passeio virtual com som ambiente. A música escolhida foi do mestre Capiba, “Olinda cidade eterna”, na voz de Claudionor Germano.O projeto é coordenado pelo experiente fotógrafo Gilberto Marcelino, com 30 anos no ramo e à frente da empresa Diacolor.

As outras dez imagens já disponíveis são: Praça Monsenhor Fabrício (onde se localiza o Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura), Praça Laura Nigro, o pátio do Mercado da Ribeira e duas imersões do Mosteiro de São Bento, sendo uma do altar mor e outra de seu pátio, Museu de Arte Contemporânea de Olinda – MAC -, Praça João Alfredo (onde se encontra a Igreja de São Pedro), Praça do Carmo, Mirante do Mercado da Ribeira e Rua do Amparo.

TECNOLOGIA

A qualidade das fotos é equivalente a uma televisão de alta definição: 1.920 x 1.080 pixels, isto é, mais de 1gigapixel de tamanho. Desta forma, as fotos permitem uma aproximação (zoom) em que o internauta tem a sensação de estar 90% mais perto do ponto escolhido a partir do centro. A riqueza de detalhes do altar mor do Mosteiro de São Bento, por exemplo, que enche os olhos dos turistas, pode ser apreciada quase que como em uma experiência in loco.

A “mágica” do serviço começa com uma ‘cabeça’ de tripé especial, que faz a rotação de forma tão linear e estável que a câmera acoplada a ela consegue captar várias imagens perfeitamente complementares umas às outras. Depois, uma combinação de quatro softwares faz a leitura das informações das fotografias para que sejam montadas e disponibilizadas com alta precisão.

Cada imagem é formada por 10 fotogramas de 60° cada um, sendo quatro ladeadas horizontalmente, mais duas na parte superior e outras duas na inferior. Assim, até mesmo o céu do momento em que a foto foi tirada e detalhes do chão, como as conhecidas pedras portuguesas que calçam boa parte da Cidade Alta, podem ser observados.

Visite: www.olinda.pe.gov.br/olindaem360

%d blogueiros gostam disto: