Notícias

Lavagem do Adro da Igreja da Sé traz proteção para o Carnaval

Ritual é realizado há 31 anos pelo Afoxé Ara Odé; a prática é um exemplo do sincretismo religioso presente na cultura pernambucana

Publicado por: adminolinda, em: 09/01/14 às 17:59
Ritual acontece como forma de reverenciar os ancestrais e pedir proteção para o Carnaval. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Ritual acontece como forma de reverenciar os ancestrais e pedir proteção para o Carnaval. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Neste domingo (12), acontece a lavagem do Adro da Igreja da Sé, a partir das 16h. A cerimônia, realizada pelo Afoxé Ará Odé com o apoio da Prefeitura de Olinda, acontece há 31 anos como uma forma de reverenciar os ancestrais e pedir proteção para o Carnaval que está chegando.

O ritual, comandado pelo babalorixá Tata Raminho de Oxóssi, fundador do Afoxé Ara Odé em 1982, começa na Igreja da Sé, onde é feita a lavagem do adro (terreno em frente ao templo religioso) com águas perfumadas e pombos brancos são soltos, simbolizando a paz. A prática é um exemplo do sincretismo religioso presente na cultura pernambucana, pois reúne ao mesmo tempo elementos da religião afro e do catolicismo.

Após a lavagem, o grupo, formado por mulheres vestidas com longas saias brancas rodadas, portando jarras perfumadas por flores brancas e percussionistas, sai em direção ao Centro de Raminho, que fica em Jardim Brasil. O cortejo segue o seguinte percurso: Ladeira da Sé, Rua do Bonfim, Ladeira da Misericórdia, Quatro Cantos, Rua do Amparo, Largo do Amparo, Rua do Guadalupe, Rua José Ramalho, Av. Carmela Dutra e Rua Angelina Guimarães Silva (antiga Rua São Paulo).

Serviço

Lavagem do Adro da Igreja da Sé
Domingo, 12 de janeiro
Concentração às 15h na Igreja da Sé e saída de cortejo às 16h

%d blogueiros gostam disto: