Notícias

Mais de 300 estudantes se formam no Programa Brasil Alfabetizado em Olinda

No dia 10 de abril, acontecerá a diplomação, em cerimônia a ser realizada no Clube Atlântico a partir das 18h

Publicado por: Secom, em: 08/04/15 às 17:16

estudo-portal-Brasil-Alfabetizado 08-04-15No dia 10 de abril, trinta alfabetizadores e cinco coordenadores voluntários do Programa Brasil Alfabetizado de Olinda terão a satisfação de entregar, aproximadamente, 350 certificados a moradores das comunidades da cidade que realizaram o sonho de iniciar o aprendizado da leitura e da escrita. O evento acontecerá no Clube Atlântico, localizado no bairro do Carmo, a partir das 18h.

Os contemplados com o certificado tiveram oito meses de aulas e atividades. São moradores de diversas localidades de Olinda como Alto da Conquista, Rio Doce, Cidade Tabajara, Peixinhos, Alto do Cajueiro e Varadouro. Na ocasião, serão apresentadas algumas experiências e resultados obtidos no decorrer do trabalho que foi realizado nas escolas municipais da cidade. Haverá, também, o depoimento dos representantes entre os alfabetizadores e os alunos. A partir de agora, todos os formandos poderão ser encaminhados a turmas de Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal de Ensino de Olinda para dar continuidade aos estudos.

“É muito recompensador ver, hoje, os desafios que enfrentamos e as conquistas que obtivemos com o Brasil Alfabetizado de Olinda. Mais importante, ainda é, para nós, contribuir com a execução desse passo tão transformador na vida dessas pessoas que é conhecer o universo das letras”, diz Maria do Carmo Pinheiro, gestora local do Brasil Alfabetizado de Olinda.

BRASIL ALFABETIZADO – Em Olinda, é realizado a partir de campanhas de mobilização, nas comunidades, a procura do público ao qual o programa é direcionado. O curso é realizado em oito meses com distribuição de carga horária em 10h semanais. Podem se inscrever pessoas a partir dos 15 anos de idade. Em 2014, as aulas foram realizadas nas escolas municipais Monte Castelo, Alberto Torres, Nossa Senhora de Lourdes, Allan Kardec, Monsenhor Fabrício, Claudino Leal e em outros espaços parceiros como o Conselho de Moradores do Alto da Conquista. Trinta alfabetizadores voluntários realizam o trabalho, monitorados por cinco coordenadores, também, voluntários. Periodicamente, técnicos pedagógicos da Secretaria de Educação de Olinda realizam uma formação continuada para eles com carga horária de 16h mensais.

%d blogueiros gostam disto: