Notícias

Mais dois espaços de atendimento à população em situação de vulnerabilidade social são inaugurados em Olinda

O Centro de Referência em Assistência Social 6 (CRAS 6), em Bairro Novo, e o Centro de Referência Especializada para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), no Varadouro, ajudarão a fortalecer o a cidadania e a assistência social em Olinda

Publicado por: Secom, em: 31/07/15 às 17:06
Os dois espaços ajudarão a fortalecer o a cidadania e a assistência social em Olinda. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Os dois espaços ajudarão a fortalecer o a cidadania e a assistência social em Olinda. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

O prefeito Renildo Calheiros inaugurou na manhã de ontem (30), em Bairro Novo, o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS 6), localizado na Avenida Carlos de Lima Cavalcanti, 153, em Bairro Novo, que atenderá em torno de 5 mil famílias numa área de abrangência que vai do Alto da Mina, passando pelo Monte e Jardim Atlântico.

Estiveram presentes ainda a secretária Nacional de Assistência Social, Ieda Castro; o secretário de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos do município, Humberto de Jesus; a secretária executiva de Assistência Social de Olinda, Vera Ferreira; a deputada federal Luciana Santos (PCdoB); e o vereador Marcelo Santa Cruz (PT), além de gestores públicos, servidores do município e entidades parceiras.

“Esse é um espaço que acolhe as pessoas das comunidades de abrangência do CRAS. Estão referenciadas nesse Centro 5 mil famílias em estado de vulnerabilidade social, para atendimento e acompanhamento sistemático”, disse Valéria Matos, coordenadora do CRAS 6.

Em Olinda, 21 mil famílias são atendidas nos 10 CRAS, espalhados pela cidade. Lá, a população pode integrar o Serviço do Programa de Atendimento Integral à Família e ao Indivíduo (PAIF); o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; fazer cursos pelo PRONATEC; ter acesso a concessão de benefícios eventuais, como o Auxílio Funeral; cadastro e acesso ao Bolsa Família e o CADÚNICO; além do Benefício de Prestação Continuada.

CENTRO POP – Também foi inaugurado o Centro de Referência Especializada para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), localizado na Rua Siqueira Campos, 46, no Varadouro, destinado a pessoas que usam as ruas como espaço de moradia e sustento. “Através das políticas públicas oferecidas pelo Governo Federal, nos esforçamos para viabilizarmos esse espaço que pode dar uma visão especial a pessoas que, devido a circunstâncias especiais, ficaram sem uma casa, sem uma lar. Nossa ideia é fazer que o estado assegure a todos os direitos que o cidadão deve ter”, disse o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros durante a inauguração.

No Centro POP há uma equipe com psicólogos e assistentes sociais, e a meta é de atendimento de 20 pessoas. Uma equipe de abordagem faz o mapeamento dessas pessoas em situação de rua, e os encaminham para o local. Após uma triagem, serão encaminhados para higienização, atendimento médico e odontológico, alimentação e podem aderir às ações educativas como reciclagem e arte educação, e possuirão alojamento e armário individualizado com cadeado. O funcionamento é no horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. O Centro não faz abrigamento noturno, nem nos fins de semana; caso o usuário manifeste interesse em abrigar-se, será encaminhado para a República (adultos) ou para Casas Abrigo (crianças e adolescentes).

“Nós entendemos que fazer esse tipo de atendimento é reafirmar a cidadania do povo pobre que mais precisa. Ninguém tá na rua por querer, as pessoas estão na rua por precisarem. E nós temos que fazer que esse seja um espaço para acolher essas pessoas”, afirma o secretário de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, Humberto de Jesus.

SUAS – O Sistema Único de Assistência Social é um sistema público que organiza, de forma descentralizada, os serviços socioassistenciais no Brasil. Tanto o CRAS, como o Centro POP, são organizados pelo SUAS, numa parceria entre o Governo Federal e o município de Olinda.

O sistema organiza as ações da assistência social em dois tipos de proteção social. A primeira é a Proteção Social Básica, destinada à prevenção de riscos sociais e pessoais, por meio da oferta de programas, projetos, serviços e benefícios a indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social. A segunda é a Proteção Social Especial, destinada a famílias e indivíduos que já se encontram em situação de risco e que tiveram seus direitos violados por ocorrência de abandono, maus-tratos, abuso sexual, uso de drogas, entre outros aspectos.

Veja mais

%d blogueiros gostam disto: