Notícias

Olinda avança no diagnóstico de doença falciforme

Aquisição de equipamento dá autonomia ao município para todos os exames serem realizados no Laboratório Municipal de Saúde Pública de Olinda

Publicado por: adminolinda, em: 13/09/11 às 13:10
Saúde de Olinda realiza exame para diagnosticar doença falciforme - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Saúde de Olinda realiza exame para diagnosticar doença falciforme - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Um passo importante foi dado em Olinda. A Secretaria de Saúde, através da Coordenação da População Negra/Programa de Doença Falciforme de Olinda, adquiriu um equipamento para realização de exames para diagnosticar pacientes com doença falciforme. O lançamento do serviço será nesta quinta-feira (15), das 10h às 12h, no Laboratório Municipal de Saúde Pública do município, situado na rodovia PE-15, km-11, Cidade Tabajara.

O exame, antes feito no Laboratório Municipal do Recife, passou desde 2011 a ser realizado no Laboratório Municipal de Olinda. Após a aquisição do equipamento, Olinda adquiriu autonomia para a realização dos exames. O diagnóstico é feito a partir de coleta de material (sangue) na população em geral, nos postos de coleta da rede de saúde de Olinda.

O Programa de Doença Falciforme de Olinda é fruto da parceria com a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Falciformes e outras Hemoglobinas (doenças do sangue) do Ministério da Saúde.

A coordenadora da Saúde População Negra de Olinda/Doença Falciforme, Conceição Silva, destaca a importância do serviço. “A aquisição do equipamento está dentro das políticas publicas da Coordenação, bem como a consolidação do Programa possibilita não só o acesso pela população aos serviços especializados”, pontuou, acrescentando que é preciso desenvolver uma produção de pesquisa científica para identificar as variantes da hemoglobina.

O evento contará com a presença da secretária de Saúde de Olinda, representantes do Ministério da Saúde, Hemope, do Laboratório Municipal de Saúde Pública do Recife, Grupo de Trabalho de Saúde da População Negra, e representantes do Comitê Técnico de Doença Falciforme do Estado, além de outras personalidades ligadas ao Programa.

Doença Falciforme: É uma doença hereditária, ou seja, as pessoas já nascem com ela. É o resultado de uma modificação genética do gene (DNA) que, no lugar de produzir o pigmento chamado hemoglobina (Hb) A, dentro dos glóbulos vermelhos ou hemácias, produz outro denominado S (HbS).

Assim, a doença falciforme é a denominação usada para caracterizar uma doença causada pela presença de HbS nos glóbulos vermelhos de um indivíduo. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro da mãe, que produzem a hemoglobina SS, causador da Anemia Falciforme, que é um tipo de Doença Falciforme, o tipo homozigoto (HbSS).

Os principais sintomas são causados por crises dolorosas, principalmente em ossos, músculos e articulações, inchaço na região dos punhos e tornozelos, por anemia crônica, causada pela destruição dos glóbulos vermelhos. E também icterícia, quando o paciente apresenta cor amarelada nos olhos.

As pessoas com diagnóstico confirmado de doença falciforme devem ser cadastradas em serviço de referência, hemocentros ou hospitais públicos, e acompanhadas por uma equipe multidisciplinar, de acordo com protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

%d blogueiros gostam disto: