Notícias

Olinda comemora o Dia da Consciência Negra

A Prefeitura de Olinda preparou várias atividades para comemorar o dia 20 de novembro. O ciclo de debates sobre Igualdade Racial ocorre na Câmara de Vereadores entre os dias 16 e 18

Publicado por: Secom, em: 09/11/11 às 13:44
Consciência Negra. Arte: Anizio Silva/Pref.Olinda

Arte: Anizio Silva/Pref.Olinda

Começam nesta quarta-feira (16) as comemorações pelo dia 20 de Novembro, dia este em que é comemorada a Consciência Negra. A Prefeitura de Olinda preparou diversas atividades em homenagem ao dia 20. A abertura será na Câmara dos Vereadores, às 14h, com um ciclo de debates, que também acontecerá nos dias 17 e 18. Na quarta-feira (16) será debatido o Estatuto da Igualdade Racial, sendo abordados temas como Educação e Cultura, Livre Exercício das Crenças Religiosas e Comunidades Quilombolas.

Na quinta-feira (17), também na Câmara de Vereadores, às 14h, o tema discutido será sobre a Saúde da População Negra, principalmente as doenças falciformes (denominação usada para caracterizar uma doença causada pela presença de hemoglobina nas hemácias de um indivíduo, com origem na África e trazida às Américas pela imigração forçada de escravos). No último dia de debates na Câmara Municipal, sexta-feira (18), o racismo será posto em discussão, tendo como subtemas o Negro no Poder e o Racismo Institucional.

Nos dias seguintes, 19 e 20, as comemorações serão no Fortim do Queijo, que abrigará uma feira social com artesanato e gastronomia de terreiro, começando às 16h; e o Festival Cena Brasil, com apresentações culturais voltadas à cultura afro-brasileira.

Também no domingo (20), acontecerá uma missa de ação de graças na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, localizada no bairro do Bonsucesso, às 15h, celebrada pelo padre Clóvis Cabral, que fará uma homenagem aos afro-descendentes com algumas falas em Iorubá (língua africana). Logo após a missa, será realizado um ato público pela igualdade racial e depois disso um ato religioso irá contar com a participação de dezesseis babalorixás, vestidos com as indumentárias dos respectivos orixás, pedindo por paz. Depois, a Marcha da Consciência Negra, formada por dez afoxés da Região Metropolitana do Recife, seguirá até o Fortim do Queijo.

%d blogueiros gostam disto: