Notícias

Olinda distribui manual de preservação para o Sitio Histórico

Moradores, arquitetos e demais interessados contarão com orientações gerais para conservar, reformar ou restaurar prédios históricos da cidade. A entrega é gratuita

Publicado por: adminolinda, em: 16/11/10 às 12:42
Vista Aérea de Olinda, Praça Maxambomba - Foto: Antônio Melcop/Pref.Olinda

Vista Aérea de Olinda, Praça Maxambomba - Foto: Antônio Melcop/Pref.Olinda

Olinda ganha mais um aliado na preservação do patrimônio. A Prefeitura inicia hoje (16/11) a distribuição do manual “Conservar: Olinda Boas Práticas no Casario”, idealizado e produzido pelo Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI). O manual é voltado para orientar arquitetos, proprietários e moradores do Sitio Histórico de Olinda e demais interessados em realizar obras de conservação, reformas ou restauração nos casarios antigos.

Os moradores podem obter o manual na Secretaria de Patrimônio e Cultura, Rua de São Bento, 160, e na Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (Sodeca), Rua Bernardo Vieira de Melo, 127, no horário da manhã. Para obter uma cópia, basta levar comprovante de residência. Os demais interessados devem solicitar pelo e-mail ceci@ceci-br.org. O manual também está disponível no site www.ceci-br.org/conservar/.

O trabalho é fruto de um convênio firmado entre o Fundo de Direitos Difusos, do Ministério da Justiça, e o Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI). Nele, o usuário vai encontrar orientações metodológicas desde os valores patrimoniais conferidos à cidade, aos tipos arquitetônicos, documentação necessária e orientações legais. “O manual é um instrumento que vai ajudar a Prefeitura na preservação do patrimônio e facilitar no atendimento aos moradores do Sítio Histórico”, explica Márcia Souto, Secretária de Patrimônio e Cultura de Olinda.

De acordo com Juliana Barreto, coordenadora geral do projeto, o manual abrange tanto as pessoas que desejam fazer intervenção em prédios históricos, como as que já realizaram a obra de forma indevida. “Nossa intenção é também orientar para facilitar a reversão da condição irregular dos imóveis”, acrescenta.

A produção do manual contou com o apoio e acompanhamento de técnicos de diversas instituições relacionadas com a preservação do Sitio Histórico de Olinda, como a Prefeitura, a Agência Condepe/Fiden, a Fundação Gilberto Freyre (FGF), a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), do Instituto Histórico de Olinda (IHO), do Instituto do Patrimônio Artístico Nacional (Iphan) e da Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (Sodeca).

Mais informações

Telefone: 3429.1754
e-mail: ceci@ceci-br.org
Site do projeto Conservar: www.ceci-br.org/conservar/

%d blogueiros gostam disto: