Notícias

Olinda entrega 180 tablets para 18 escolas da Rede de Ensino

Parte da aquisição dos aparelhos será destinada para realização das atividades de acompanhamento e monitoramento aos estudantes com paralisia cerebral, autismo e síndrome de down

Publicado por: Redação Secom, em: 13/10/21 às 14:10

Por Pattricia Viviane

Com o propósito de estimular o desenvolvimento cognitivo das crianças com deficiência intelectual ou transtornos de aprendizagem, a Secretaria de Educação de Olinda, Esportes e Juventude entregou nesta quarta (13) 180 tablets para 18 escolas da Rede de Ensino que possuem salas de Recursos Multifuncionais. Parte da aquisição dos aparelhos será destinada para realização das atividades de acompanhamento e monitoramento aos estudantes com paralisia cerebral, autismo e síndrome de down.

Ao todo serão 70 tablets que já vem com a instalação do aplicativo LIVOX, que ajudará os técnicos pedagógicos. A ferramenta será usada para comunicação ao desenvolvimento de habilidades cognitivas, utilização de métodos para alfabetização e acompanhamento das atividades em sala de aula, adaptando os conteúdos de uma forma mais interativa e ilustrada, como criar atividades com sons, imagens e vídeos.

Para o Prefeito de Olinda, Professor Lupércio, “a tecnologia tem sido aliada nesse processo por promover a interatividade e apresentar as atividades de forma lúdica, na qual o sujeito não recebe o erro como algo punitivo, pois há um trabalho diferenciado em torno da dinâmica de aprendizagem, podendo ser desenvolvidas, a partir daí, as competências que implicam intervenções mentais, capacidade para usar as habilidades e desenvolvê-las de forma adequada à realização das atividades”.

Já para o secretário Paulo Roberto Souza Silva, “sabemos o quanto é necessário criar estratégias de aprendizagem que promovam o desenvolvimento, pensando primeiramente no desenvolvimento cognitivo e depois na alfabetização dos nossos estudantes. E atender cada vez mais com a qualidade de ensino aos nossos estudantes é primeiramente entender a importância desse desenvolvimento à pessoa com deficiência cognitiva ou transtorno de aprendizagem, devemos saber quais são as características mais comuns no desenvolvimento deles, para que o trabalho em prol do seu desenvolvimento seja feito atendendo as suas dificuldades”.

%d blogueiros gostam disto: