Notícias

Olinda faz parte da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas

O objetivo é a criação de uma rede de municípios que estabelecem diretrizes para desenvolver seus projetos sustentáveis, com tecnologias que ajudem a melhorar o bem-estar das cidades

Publicado por: adminolinda, em: 25/09/14 às 16:45
IMG-20140925-WA0003

O projeto é uma iniciativa do Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia da Frente Nacional dos Prefeitos e da União Europeia, com apoio do Banco Mundial.

Com o intuito de integrar a cidade no circuito de inovações tecnológicas aplicadas aos avanços sociais, Olinda participou da criação da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas (Human Smart Cities), junto com mais oito municípios do país e em parceria com a União Europeia. O documento foi assinado no último dia 18 de setembro, em reunião no município de Vitória, no Espírito Santo.

O objetivo é a criação de uma rede de cidades que possam trocar experiências em inovação, e fortalecer a captação de recursos que viabilizem a implantação de projetos de tecnologia em cada cidade. Dessa forma, os municípios pretendem estabelecer diretrizes para desenvolver seus projetos sustentáveis, com tecnologias que ajudem a melhorar a mobilidade urbana, o atendimento na saúde, a qualidade do ensino, o desenvolvimento urbano, transformando-as em locais agradáveis para se viver, trabalhar, divertir e criar.

O projeto é uma iniciativa do Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia da Frente Nacional dos Prefeitos e da União Europeia, com apoio do Banco Mundial. Olinda é a única cidade nordestina a participar. Também está sendo proposta a criação do Instituto Brasileiro de Cidades Inteligentes e Humanas.

Olinda é a única cidade nordestina a participar  da criação da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Olinda é a única cidade nordestina a participar da criação da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

De acordo com o presidente do Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia da Frente Nacional dos Prefeitos, André Gomyde, a participação de Olinda na Rede é muito importante para ajudar a fomentar esse trabalho em outros municípios da região. “Cada município participante, poderá receber até 50 mil Euros para a implantação do trabalho de cidade inteligente, por meio de uma parceria que está sendo estabelecida com o Banco Mundial”, finalizou Gomyde.

“Hoje o que se fala no mundo é a busca por cidades inteligentes, e Olinda está dando um pontapé inicial importante para construir uma cidade mais inteligente e humana. A ideia é expandir o projeto e trazer mais conhecimentos nesse sentido para nosso município”, declarou o representante da cidade no evento e diretor de Tecnologia da Prefeitura de Olinda, Claudio Nascimento.

%d blogueiros gostam disto: