Notícias

Olinda reabre Maternidade Brites de Albuquerque

Parto humanizado será ponto fundamental para atender as gestantes e os novos filhos de Olinda

Publicado por: Secom, em: 19/06/12 às 13:53
O prefeito Renildo Calheiros e o governador Eduardo Campos estiveram presentes na solenidade. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

O prefeito Renildo Calheiros e o governador Eduardo Campos estiveram presentes na solenidade. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

O prefeito Renildo Calheiros inaugurou, na manhã desta segunda-feira (18), os serviços de requalificação da Maternidade Brites de Albuquerque. Localizada na Rodovia PE-15, km 02, em Cidade Tabajara, o espaço foi totalmente reformado. Agora, o atendimento para a ser informatizado e as salas apresentam mais conforto para pacientes e funcionários. Estiveram presentes na solenidade o governador Eduardo Campos, a secretária de Saúde de Olinda, Tereza Miranda, a deputada federal Luciana Santos (PCdoB) e autoridades locais.

A Maternidade, que passa por obras de ampliação, terá a capacidade de realizar 200 partos por mês, ao final de todo o trabalho. Nesta primeira etapa da reforma, a Brites de Albuquerque está totalmente adaptada para um atendimento mais humanizado, sobretudo, com recepção climatizada e informatizada. São seis enfermarias amplas para gestantes (24 leitos), sala de recuperação, três salas para partos (duas cesáreos e uma normal), berçário com quatro leitos e blocos cirúrgicos.

Os recursos obtidos para a melhoria da unidade materno infantil são oriundos do Ministério da Saúde, através da Caixa Econômica Federal, em parceria com o Governo Estadual e Prefeitura de Olinda. A reforma contempla ambientes, readequações e recuperação da estrutura física existente, inclusive de instalações elétricas, hidráulicas e especiais.

“Quero agradecer aos governos Federal e Estadual pelo empenho, mas também à secretária de Saúde de Olinda, Tereza Miranda, e equipe, que trabalharam para a realização desta obra”, enfatizou o prefeito Renildo Calheiros.

Para o governador Eduardo Campos, a reestruturação da Brites de Albuquerque faz parte de um trabalho de organização da rede materno-infantil no Estado. “Em muitos lugares de Pernambuco e do Brasil, mães têm sofrido sem saber onde seu filho vai nascer”, afirmou Eduardo Campos.

Já a secretária de Saúde de Olinda, Tereza Miranda, fez menção à principal missão da Maternidade. “A humanização será meta principal do atendimento à paciente, desde a recepção até a alta hospitalar”, destacou.

A solenidade de reabertura da Maternidade contou com uma apresentação do Coral Encanto de Olinda, composto por 50 crianças. Entre elas, 20 que nasceram na Brites de Albuquerque.

AMPLIAÇÃO – Após a primeira etapa de ampliação, estão programadas outras três fases. Para a segunda, está programada o aumento no quantitativo de leitos. Em seguida, a implantação de uma UTI neonatal e obstetra, bem como Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).

Finalizando o trabalho, haverá a inserção da Casa da Gestante, Bebê e Puérpera, estratégia da Rede Cegonha, instituída no âmbito do Sistema Único de Saúde. Este programa consiste numa rede de cuidados que visa assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada durante a gravidez, o parto e o puerpério; bem como à criança o direito ao nascimento seguro, o crescimento e o desenvolvimento saudável.

%d blogueiros gostam disto: