Notícias

Olinda realiza teste de HIV rápido para moradores de rua e profissionais do sexo

Técnicos da Secretaria de Saúde e da ONG Quero Fazer estarão atendendo à população na noite de sexta (20)

Publicado por: Secom, em: 18/01/12 às 13:40
O resultado do exame de HIV é entregue em menos de uma hora. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

O resultado do exame de HIV é entregue em menos de uma hora. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Com o objetivo de realizar teste rápido de diagnóstico de HIV destinado aos moradores de rua, travestis, transexuais e profissionais do sexo que atuam em Olinda, as coordenações do Consultório de Rua e DST/Aids da Secretaria de Saúde de Olinda, em parceria com a equipe e a participação do trailer da ONG Quero Fazer, fazem uma ação nesta sexta-feira (20), das 20h às 24h, na rua do Sol, ao lado do Núcleo de Segurança da Polícia Militar.

No local será instalada uma unidade móvel (trailer) com uma equipe de profissionais do Quero Fazer, com o objetivo atender à população com o exame, que é entregue em menos de uma hora, além de palestras e orientações sobre Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. Fazendo parte da equipe, estará um aconselhador que irá orientar sobre prevenção, havendo ainda a entrega de preservativos masculinos, gel lubrificante e folhetos informativos para quem realizar o exame.

Outro serviço que será disponibilizado neste dia será um veículo (Van) do Consultório de Rua, que estará circulando pelos principais pontos da cidade convidando moradores de rua e profissionais do sexo para a realização dos testes rápidos que é gratuito, sigiloso e seguro.

O Quero Fazer é um programa itinerante que oferece testes rápidos de HIV, com entrega de resultados em menos de uma hora. O diferencial do projeto é que uma equipe vai até as pessoas com unidade móvel, que fica estacionada próximo a locais estratégicos como bares e boates facilitando o acesso das pessoas para realização do exame.

ESTATÍSTICA – De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil possui aproximadamente 255 mil pessoas com o vírus da AIDS e que não sabem. Por isso a importância da realização do teste rápido, que trata-se de um exame de coleta de pequenas gotas de sangue.

%d blogueiros gostam disto: